Busca avançada
Ano de início
Entree

História, memória e cegueira: contribuições da escola para cegos "Helen Keller"de Ribeirão Preto (1954-1990) à educação

Processo: 17/23240-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2018 - 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Daniela Leal
Beneficiário:Daniela Leal
Instituição-sede: Centro Universitário Moura Lacerda. Instituição Moura Lacerda. Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados: carla alessandra moreira damasceno ; Carmen Silvia P B Justo ; Giane Fregolente ; Juliana Bononi ; Osvaldo Tadeu Lopes
Assunto(s):Cegueira  Ribeirão Preto (SP) 

Resumo

Nas primeiras duas décadas do século XXI, a história das instituições escolares vem ganhando terreno entre os historiadores e pesquisadores da História da Educação. Isto porque, ao buscar uma renovação teórico-metodológica neste tipo de pesquisa, por meio de fontes escritas, orais e etnográficas, conseguiu-se além de enfatizar a cultura escolar, explorar as questões didático-pedagógicas e político-ideológicas empregadas em cada uma dessas instituições e encontradas nas múltiplas fontes primárias e secundárias que se tem acesso. Nesse sentido, objetiva-se com esta pesquisa, além de conhecer a relevância histórica e social da Escola para Cegos "Helen Keller" de Ribeirão Preto, em plenas décadas de 1950/1990, resgatar a educação e o ensino ofertados aos seus alunos e à suas alunas, principalmente por intermédio dos verdadeiros objetivos que levaram a sua fundação; a forma como a escola organizava seu currículo e como os professores ministravam suas aulas; os recursos utilizados e a cultura escolar construída ao longo de seus 36 anos de atuação. Para tanto, optou-se por uma abordagem qualitativa, englobando como modalidade o estudo de caso do tipo intrínseco, conjuntamente com a pesquisa bibliográfica-documental; utilizando-se como instrumento de coleta de dados a análise documental, a entrevista por meio da técnica de história oral e os diários de bordo. Por fim, espera-se com esta pesquisa, trazer contribuições científicas valiosas à reflexão sobre como ocorreu o processo educacional das pessoas com deficiência visual e/ou cegas no município de Ribeirão Preto, e como esta experiência repercutiu tanto na vida dos/das alunos/alunas que fizeram parte da escola quanto suas contribuições à educação especial e inclusiva, adotadas até os dias de hoje. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.