Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da acetilação proteica em Leishmania

Processo: 18/09948-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2018 - 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Nilmar Silvio Moretti
Beneficiário:Nilmar Silvio Moretti
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Carolina Borsoi Moraes ; Igor dos Santos Cestari ; Lucio Holanda Gondim de Freitas Junior ; Rafael Lemos Miguez Couñago
Assunto(s):Leishmania  Estresse oxidativo  Acetilação  Descoberta de drogas 

Resumo

O estudo da acetilação proteica em diferentes organismos tem demonstrado que esta modificação pós-traducional está presente em proteínas envolvidas em diversos processos celulares. Recentemente, caracterizamos o acetiloma da forma epimastigota de Trypanosoma cruzi e das formas procíclica e sanguínea de Trypanosoma brucei. Verificamos que estas formas possuem um perfil de acetilação proteica muito distinto, com um enriquecimento de proteínas envolvidas nos mecanismos de resposta ao estresse oxidativo em T. cruzi, e diferenças marcantes nos níveis de acetilação das enzimas da via glicolítica entre as duas formas de T. brucei. Estas observações estão de acordo com as adaptações destes parasitas durante seus ciclos de vida. Neste projeto, vamos investigar o papel da acetilação na regulação da diferenciação e progressão da infecção em Leishmania. Além disso, vamos explorar as desacetilases como potenciais alvos terapêuticos nestes parasitas. Assim, pretendemos: 1) descrever o acetiloma da forma promastigota e amastigota de Leishmania infantum; 2) caracterizar as desacetilases zinco-dependentes de Leishmania infantum; 3) realizar ensaios "high-content screening" com inibidores de desacetilases em infecções in vitro; 4) validar os inibidores de desacetilases em ensaios de desacetilação in vitro. Desta maneira, este projeto, permitirá o estabelecimento de uma nova linha de pesquisa no Departamento, e irá contribuir para melhor entendimento de mecanismos chaves na biologia destes parasitas de importância médica global. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TUNES, LUIZA G.; MORATO, ROBERTA E.; GARCIA, ADRIANA; SCHMITZ, VINICIUS; STEINDEL, MARIO; CORREA-JUNIOR, JOSE D.; DOS SANTOS, HELIO F.; FREZARD, FREDERIC; DE ALMEIDA, V, MAURO; SILVA, HEVELINE; MORETTI, NILMAR S.; DE BARROS, ANDRE L. B.; DO MONTE-NETO, RUBENS L. Preclinical Gold Complexes as Oral Drug Candidates to Treat Leishmaniasis Are Potent Trypanothione Reductase Inhibitors. ACS INFECTIOUS DISEASES, v. 6, n. 5, p. 1121-1139, MAY 8 2020. Citações Web of Science: 0.
LEITE, ARIELY BARBOSA; SEVERO GOMES, ANTONIEL AUGUSTO; DE CASTRO NASCIMENTO SOUSA, ANA CAROLINE; DE MATTOS FONTES, MARCOS ROBERTO; SCHENKMAN, SERGIO; MORETTI, NILMAR SILVIO. Effect of lysine acetylation on the regulation of Trypanosoma brucei glycosomal aldolase activity. Biochemical Journal, v. 477, n. 9, p. 1733-1744, MAY 2020. Citações Web of Science: 0.
WASSANO, NATALIA SAYURI; LEITE, ARIELY BARBOSA; REICHERT-LIMA, FRANQUELINE; SCHREIBER, ANGELICA ZANINELLI; MORETTI, NILMAR S.; DAMASIO, ANDRE. Lysine acetylation as drug target in fungi: an underexplored potential in Aspergillus spp.. Brazilian Journal of Microbiology, v. 51, n. 2 MAR 2020. Citações Web of Science: 0.
BASTOS, TANIRA MATUTINO; RUSSO, HELENA MANNOCHIO; MORETTI, NILMAR SILVIO; SCHENKMAN, SERGIO; MARCOURT, LAURENCE; GUPTA, MAHABIR PRASHAD; WOLFENDER, JEAN-LUC; QUEIROZ, EMERSON FERREIRA; PEREIRA SOARES, MILENA BOTELHO. Chemical Constituents of Anacardium occidentale as Inhibitors of Trypanosoma cruzi Sirtuins. Molecules, v. 24, n. 7 APR 3 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.