Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso do ambiente em jaracaca (Bothrops Jararaca) e espécies insulares relacionadas (b. alcatraz e b. insularis)

Processo: 18/07507-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2018 - 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Otavio Augusto Vuolo Marques
Beneficiário:Otavio Augusto Vuolo Marques
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):História natural  Bothrops jararaca  Mata Atlântica  Habitat  Predação 

Resumo

A região neotropical é extremamente rica em ambientes e inclui áreas com diferentes graus de conservação. A distribuição de muitas serpentes pode estar associada a um determinado tipo de ambiente. No Brasil, o mapeamento geográfico de espécies tem sido utilizado para inferir o habitat de vários répteis, o que tem sido de extrema importância para definir o status de conservação de muitas serpentes. Porém, para caracterizar com precisão o habitat e os locais exatos utilizados pelas serpentes é importante obter informações diretamente da natureza. O presente projeto pretende caracterizar o uso de hábitat de Bothrops jararaca e as espécies insulares ameaçadas B. alcatraz e B. insularis, utilizando radio-rastreamento e carreteis. Estas técnicas permitirão reconhecer a área de vida (home range) e a utilização de hábitat e microhábitats por estas espécies. Os monitoramentos serão feitos ao longo de um ano, permitindo verificar a influência da sazonalidade e dos consequentes fatores bióticos e abióticos sobre este aspecto da história natural, possibilitando identificar, deste modo, os requerimentos destas espécies em termos de hábitat. Além disso, serão conduzidos experimentos usando modelos de cobras para avaliar possiveis relações entre a utilização de hábitat e a pressão de predação à qual cada população está sujeita. Paralelamente, será conduzido novo censo populacional para B. insularis, dado que o último foi conduzido há 10 anos. Deste modo, o presente projeto visa gerar dados mais robustos sobre o uso de habitat, que constituem subsídios importantes para compreender a ecologia destas espécies e delinear estratégias de conservação que venham a ser adotadas no futuro. (AU)