Busca avançada
Ano de início
Entree

O envolvimento dos hormônios tireoidianos na proliferação, diferenciação e depleção das células germinativas induzidas por alta temperatura

Resumo

Exposições crônicas ao estresse térmico podem afetar a proliferação, diferenciação e até a sobrevivência das células germinativas, sendo que a depleção total destas células pode resultar em animais completamente estéreis. Em nível genético, altas temperaturas podem causar mutações e também alterações epigenéticas no DNA das células germinativas, podendo portanto ser transmitidas às próximas gerações, com implicações sobre a sobrevivência e capacidade dos peixes de lidar em ambientes mais susceptíveis às alterações climáticas, principalmente ao aquecimento global. Este estudo visa elucidar os mecanismos regulatórios (genético, molecular e endócrino) envolvidos na manutenção e diferenciação das células germinativas de animais submetidos ao estresse térmico prolongado utilizando a truta arco-íris (Oncorhynchus mykiss) e medaka (Oryzias latipes) como modelos experimentais. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
HATTORI, R. S.; CASTANEDA-CORTES, D. C.; ARIAS PADILLA, L. F.; STROBL-MAZZULLA, P. H.; FERNANDINO, J. I. Activation of stress response axis as a key process in environment-induced sex plasticity in fish. CELLULAR AND MOLECULAR LIFE SCIENCES, v. 77, n. 21 MAY 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.