Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da renovação do gel no clareamento dental de consultório utilizando luz LED violeta como foto-acelerador. estudo clínico randomizado-cego

Processo: 18/16555-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2018 - 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Karen Muller Ramalho Eboli
Beneficiário:Karen Muller Ramalho Eboli
Instituição-sede: Universidade Ibirapuera (UNIB). Campus Chácara Flora. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Patricia Moreira de Freitas Costa e Silva ; Shady Abdul Amir Youssef
Assunto(s):Clareamento de dente  Dentística  Peróxido de hidrogênio 

Resumo

O clareamento dental é uma solicitação muito frequente dos pacientes nos consultórios, uma vez que é uma maneira eficaz e conservadora de melhorar a aparência de um sorriso em comparação com técnicas restauradoras invasivas. Novos equipamentos e produtos são lançados com frequência no mercado odontológico para a otimização do clareamento dental. Tendo em vista a falta de estudos relacionados à luz LED violeta (405-410nm), recém lançada no mercado brasileiro, aplicada no clareamento dental, assim como a falta de protocolos para sua utilização, esse estudo tem como objetivo avaliar se a renovação do gel durante o clareamento dental de consultório associado à luz LED Violeta interfere no resultado final da cor e na sensibilidade pós-operatória em um estudo de boca divida, randomizado e cego. Serão selecionados 33 voluntários para participarem do estudo (n=33), sendo que os grupos de estudo serão: G1 (Permanência do Gel Clareador sobre o esmalte do dente por 15 minutos) e G2 (3 Trocas do Gel Clareador a cada 5 minutos - Totalizando 15 minutos). Tanto em G1 quanto G2 os gel as arcadas serão iluminadas do LED Violeta (405-410nm). No mesmo paciente serão realizados os dois tratamentos (G1 e G2), seguindo protocolo de boca dividida. O desfecho primário será a alteração de cor imediata e mediata, avaliada quantitativamente pelos testes colorimétricos (escala de cor) e de espectrofotometria. Também será avaliada a sensibilidade dental durante e após o clareamento dental, utilizando a escala VAS de dor. Serão realizadas 2 sessões de clareamento com intervalo de 7 dias entre elas. A alteração de cor e presença de sensibilidade também será avaliadas nos tempos de 14 dias e 2 meses após o término no clareamento. Será utilizado gel contendo peróxido de hidrogênio a 35%. O avaliador da cor final e responsável por entrevistar o paciente quanto a sensibilidade será cego com relação a qual tratamento foi aplicado em cada lado da arcada do paciente. O teste estatístico será aplicado de acordo com a normalidade dos dados. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.