Busca avançada
Ano de início
Entree

Explorando as propriedades elétricas e ópticas de derivados de grafeno para detecção de cianotoxinas

Processo: 18/07508-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2019 - 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física
Pesquisador responsável:Nirton Cristi Silva Vieira
Beneficiário:Nirton Cristi Silva Vieira
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São José dos Campos. São José dos Campos, SP, Brasil
Pesq. associados:Francisco Eduardo Gontijo Guimaraes ; Maraisa Gonçalves ; Valtencir Zucolotto
Assunto(s):Óxido de grafeno  Sensores  Pontos quânticos  Cianotoxinas  Grafenos 

Resumo

Neste projeto, derivados de grafeno - definidos neste contexto como óxido de grafeno, óxido de grafeno reduzido e pontos quânticos de grafeno - serão estudados e aplicados como dispositivos eletrônicos e ópticos capazes de interagir diretamente com cianotoxinas; substâncias altamente tóxicas presentes em ecossistemas aquáticos e reservatórios de água. Para tanto, filmes finos de derivados de grafeno com diferentes combinações e arquiteturas serão fabricados sobre eletrodos metálicos interdigitados visando ao desenvolvimento de dispositivos eletrônicos. Além disso, pontos quânticos de grafeno com diferentes cores de emissão serão sintetizados, estudados e aplicados como sondas ópticas com a mesma finalidade de detecção. É esperado que as propriedades elétricas e ópticas dos derivados de grafeno sofram mudanças consideráveis após a interação com as cianotoxinas. Especificamente, visamos detectar microcistinas e saxitoxinas; os tipos mais predominantes e letais de cianotoxinas, verificando o melhor custo-benefício atrelado à sensibilidade, reprodutibilidade e tempo de medida envolvido. (AU)