Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação dos polimorfismos da sintase do óxido nítrico endotelial (eNOS) e nível de aptidão física com as concentrações plasmáticas de nitrito e valores de pressão arterial em adultos e idosos

Processo: 18/21473-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de dezembro de 2018 - 31 de maio de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Anderson Saranz Zago
Beneficiário:Anderson Saranz Zago
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Pressão sanguínea 

Resumo

Os polimorfismos do gene da sintase do óxido nítrico endotelial (eNOS) estão associados à redução da atividade da eNOS e da produção de óxido nítrico (NO), levando a um aumento da pressão arterial (PA). O exercício regular têm sido considerado como uma das principais estratégias para minimizar os efeitos deletérios dos polimorfismos. No entanto, devido às várias formas com que o exercício físico pode ser realizado, alguns resultados controversos são encontrados. Portanto, parece razoável avaliar o condicionamenot físico (CF). Assim, este estudo teve como objetivo investigar a associação dos haplótipos do gene da eNOS e os diferentes níveis de CF nas concentrações de nitrito (NO2-) e valores de PA em idosos. 424 idosos realizaram as seguintes avaliações: Índice Geral de Aptidão Funcional (GFFI) para estimar o CF, pressão arterial sistólica e diastólica (PAS e PAD), coleta de sangue para análise de NO2- e g.-786T> C, intron 4b/a (VNTR ) e polimorfismos 894G> T. A regressão logística multivariada mostrou que o NO2- foi influenciado pelo GFFI e 4b/4a Intron 4. Com relação à PA, o GFFI influenciou a PAS e a PAD, e apenas o íntron 4 associou-se a variações na PAD. Pode-se observar que o GFFI afetou o NO2-, PAS e PAD independentemente dos haplótipos. Portanto, a manutenção de um bom nível de CF pode superar a influência negativa dos fatores genéticos (intron 4), aumentando a concentração de NO2 e diminuindo os valores da PA. (AU)