Busca avançada
Ano de início
Entree

Cognição, emoções e ação

Resumo

O livro reúne contribuições de diferentes áreas e perspectivas referentes ao estudo da cognição, emoção e ação e das interconexões entre elas. Considerando o seu caráter filosófico-interdisciplinar, além da profundidade e originalidade dos textos, como regra geral, houve a preocupação de explicitar os seus principais conceitos, delimitando-lhes o significado, buscando evitar ambiguidades ou imprecisões. Isso, além da autossuficiência dos capítulos, facilita a compreensão da sua linha argumentativa, favorecendo o diálogo entre especialistas das áreas envolvidas. Com quinze capítulos, o livro é dividido em três partes. A primeira delas compõe-se de textos que apresentam abordagens do tema em questão de diferentes períodos da história da filosofia. Apresentados em ordem cronológica dos filósofos retratados, os capítulos visam, de um ponto de vista crítico, expor as ideias centrais dos pensadores referidos. A segunda Parte é constituída por textos cujo conteúdo predominante pertence a alguma das ciências cognitivas. Embora contenham elementos da filosofia ou da psicologia, por exemplo, tais textos são, em sua essência, referentes às neurociências, inteligência artificial, robótica, psicologia cognitiva. Uma característica que os identifica é o uso de pesquisas empíricas como base para a defesa de suas teses. Por fim, a terceira parte agrupa textos cujo conteúdo pertence, primordialmente, a disciplinas como a psicologia, em subáreas e vertentes como a psicologia comportamental e a psicanálise, além da antropologia e educação. Assim como nas outras duas partes, os capítulos apresentam elementos de disciplinas como a filosofia e as neurociências. (AU)