Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de sensores químicos para aplicação no monitoramento de gases nocivos

Processo: 17/21598-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de dezembro de 2018 - 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Ranilson Angelo da Silva
Beneficiário:Ranilson Angelo da Silva
Empresa:Presense - Pesquisa e Desenvolvimento Ltda
CNAE: Fabricação de equipamentos e aparelhos elétricos não especificados anteriormente
Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Atividades de atenção à saúde humana não especificadas anteriormente
Município: Araraquara
Pesq. associados:Marcelo Ornaghi Orlandi ; Pedro Henrique Suman
Auxílios(s) vinculado(s):19/18920-5 - Desenvolvimento de sensores químicos para aplicação no monitoramento de gases nocivos, AP.PIPE
Bolsa(s) vinculada(s):18/24957-6 - Desenvolvimento de sensores químicos para aplicação no monitoramento de gases nocivos, BP.TT
18/24939-8 - Desenvolvimento de sensores químicos para aplicação no monitoramento de gases nocivos, BP.PIPE
Assunto(s):Semicondutores  Óxidos metálicos  Sensores químicos  Sensores de gases  Dispositivos supercondutores 

Resumo

Processos industriais envolvem o uso e a produção de substâncias altamente perigosas, como produtos inflamáveis, tóxicos e oxidantes. Diversos tipos de gases se enquadram nesse ambiente através da participação em reações químicas, como catalisadores ou produto final. Muitas vezes esses gases são resíduos ou subprodutos indesejáveis gerados durante os processos de produção industrial. Ocasionalmente pode ocorrer vazamento de gás dessas fontes antropogênicas, criando perigo, não só a planta industrial, mas também a fauna e flora, já que muitas das espécies gasosas são descritas como poluentes atmosféricos, podendo alterar a composição química da atmosfera, prejudicando a saúde humana e ameaçando espécies sensíveis a essas alterações. Uma das formas de controlar e monitorar sistemas que produzem variados tipos de gases é a utilização de dispositivos de alerta precoce, tais como detectores de gases. Na indústria, um dispositivo sensor de gás é uma das peças-chave para um plano de segurança e de prevenção adequado. Podem ser utilizados como dispositivos de segurança a vida ou ainda prevenção a falhas de equipamentos industriais devido à formação indesejada de gases específicos. Portanto, o foco da proposta é o desenvolvimento de um dispositivo sensor de gás, partindo pelas etapas do desenvolvimento e otimização do substrato/eletrodo, produção e aplicação do material sensor sintetizado, com o grande diferencial do uso de um material sensor com elevado sinal e baixo tempo de resposta. Para isso, serão utilizados materiais óxidos metálicos semicondutores e a metodologia desenvolvida e aprimorada pelo grupo de pesquisa desse projeto para detecção de gases H2, NO2 e, através da evolução do dispositivo, outros gases de interesse dos diversos setores da sociedade serão empregados. Para o desenvolvimento do dispositivo, serão usadas técnicas e métodos de sínteses e caracterizações aplicadas em materiais nanoparticulados de óxidos metálicos semicondutores como o SnO e CuO, futuramente outros óxidos poderão ser implementados (WO3, CoO). Para as sínteses serão utilizados os métodos de redução carbotérmica e hidrotermal assistido por micro-ondas. As caracterizações estruturais dos materiais sintetizados serão realizadas pela técnica de difratometria de raios X. Os materiais também serão estudados com relação as suas características morfológicas pelas técnicas de microscopia eletrônica de varredura e de transmissão, buscando o conhecimento da sua forma e tamanho. Será ainda realizada espectroscopia DRIFT (Diffuse Reflection Infrared Fourier Transform) in situ, para analisar as interações das espécies do gás analito adsorvidas/ dessorvidas na superfície dos óxidos. Para o desenvolvimento e construção do eletrodo em que será depositado o material sensor, será utilizado a tecnologia de pulverização catódica (sputtering), além da técnica de filme espesso (thickfilm), o qual utiliza o método denominado de screen-printing. Portanto, espera-se que o dispositivo sensor de gás desenvolvido e produzido ao fim do projeto, tenha parâmetros essenciais de um sensor efetivo, como elevada sensibilidade e sinal de resposta, boa seletividade, baixo tempo de resposta, portabilidade, robustez e custo acessível, com intuito de verificar concentrações de gases poluentes no ambiente, emissão de gases em processos de produção industrial, detectar vazamentos e presença de determinados gases em sistemas isolados, prevenindo acidentes, falhas e danos a equipamentos. E finalmente, fomentar o mercado nacional com tecnologia de sensores de gás de alta qualidade que sejam competitivos com o mercado internacional. (AU)