Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de equipamento e metodologia para avaliar o efeito de campos magnéticos pulsados no congelamento de alimentos

Processo: 18/05871-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2018 - 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Pesquisador responsável:Ernane José Xavier Costa
Beneficiário:Ernane José Xavier Costa
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Pesq. associados:Ana Carolina de Sousa Silva ; Sergio Paulo Amaral Souto
Assunto(s):Instrumentação eletrônica  Atividade enzimática  Campo eletromagnético 

Resumo

Os campos magnéticos tanto estáticos como oscilantes (ou pulsados), pertencem a uma das tecnologias denominadas emergentes e não térmicas que tem tido cada vez mais aplicação em alimentos, constituindo uma alternativa para os tratamentos convencionais de conservação que implicam principalmente o uso da temperatura como meio de conservação tanto para alimentos frescos, com processamento mínimo e totalmente processados. Em alguns casos o sucesso na aplicação dos campos magnéticos na conservação de alimentos é evidente, mas em outros tem-se muitas dúvidas sobre os benefícios que realmente fornecem, devido às contradições encontradas nos estudos realizados nos quais estão implicados muitos fatores como a intensidade e a frequência dos campos magnéticos e o desconhecimento ainda dos mecanismos implicados na atuação entre estes fatores e as características do alimento. Por isso é que neste projeto pretende-se responder à pergunta cientifica referente a como e que variáveis são preponderantes no que se refere ao congelamento de alimentos sob ação de campos magnéticos. Neste projeto será usado como modelo de alimento o mirtilo (Vaccinium corymbosum sp.), que é uma fruta apreciada em diversas partes do planeta, mas que devido a sua estrutura frágil deve ser resfriada ou congelada para então ser distribuída. Por ser uma fruta de porte pequeno o mirtilo permite a construção de equipamentos em escala reduzida o que melhorará o controle das variáveis no arranjo experimental bem como no desenvolvimento da instrumentação eletrônica e do equipamento de aplicação e controle do campo magnético, outro aspecto importante é o fato da região que compreende as cidades de Piracicaba, Pirassununga e São Carlos produzir em pequenas propriedades a fruta mirtilo no estado de São Paulo. (AU)