Busca avançada
Ano de início
Entree

Segurança e eficácia para prevenção da erosão dentária de uma nova cistatina derivada da cana-de-açúcar (CaneCPI-5): estudos in vitro, in situ e in vivo

Processo: 18/12041-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2018 - 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Pesquisador responsável:Marília Afonso Rabelo Buzalaf
Beneficiário:Marília Afonso Rabelo Buzalaf
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Cariologia  Proteômica  Citotoxicidade  Erosão dentária  Cistatinas 

Resumo

Recentemente, procedimentos envolvendo "Engenharia de Película Adquirida" têm sido propostos pelo nosso grupo como uma nova estratégia para o controle da erosão dentária. A incorporação de ativos em soluções para bochecho ou géis de aplicação tópica, poderia favorecer a habilidade da película adquirida do esmalte em proteger contra a erosão. Experimentos preliminares do nosso grupo revelaram que a CaneCPI-5, uma proteína da clonada da cana-de açúcar e expressa em E. coli, foi capaz de proteger o esmalte contra a erosão inicial in vitro, mas antes que produtos contendo esta proteína possam ser amplamente utilizados para controlar a erosão dentária, é necessário que sua segurança seja testada, bem como sua eficácia comprovada por meio de experimentos que melhor simulam a condição clínica. Assim, este projeto será desenvolvido em três etapas, com os seguintes objetivos gerais: 1) Avaliar a citotoxicidade da CaneCPI-5, em concentrações variando entre 0,025 e 1,0 mg/mL, em culturas de fibroblastos humanos; 2) Avaliar o potencial protetor da modificação da película adquirida do esmalte com CaneCPI-5 (adicionada a solução ou gel) contra a erosão associada ou não à abrasão in situ; 3) Avaliar alterações no perfil proteico da película adquirida do esmalte formada in vivo após tratamento com solução ou gel contendo CaneCPI-5. Com o cumprimento destes objetivos, espera-se ter evidências suficientes em relação à segurança, eficácia para a prevenção da erosão dentária e mecanismo de ação de soluções e géis odontológicos contendo a CaneCPI-5, de modo que estes produtos possam ser inseridos no mercado, a nível mundial, constituindo-se em uma nova abordagem para o controle da erosão dentária. (AU)