Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos subcelulares envolvidos na convergência entre homeostase mecânica e redox na regulação vascular

Resumo

O estudo de como as células se adaptam às distintas forças mecânicas, traduzindo estímulos físicos em sinais químicos, é um campo importante da Mecanobiologia, com implicações diretas na fisiopatologia de doenças, particularmente cardiovasculares. Evidências crescentes indicam que vias redox de sinalização celular são mediadores fundamentais de respostas mecanoadaptativas. Entretanto, os mecanismos pelos quais o estímulo físico promove a geração regulada de espécies oxidantes e o impacto localizado destes intermediários em efetores do controle mecânico celular ainda são pouco conhecidos. O presente projeto aborda esses mecanismos com a hipótese de que o retorno à homeostase tensional após um desafio mecânico é mediado pela regulação fina de processos redox. Objetivo geral será investigar os mecanismos que regulam a convergência entre homeostase redox e tensional sobre a estrutura e função vascular -e específicos: 1) investigar em células musculares lisas vasculares (VSMC) como o estímulo mecânico afeta a regulação em processos redox que influenciam a mecanoresposta; 2) analisar como a modulação do estado redox e produção de espécies oxidantes regulam a resposta mecânica em VSMC; e 3) estudar em modelo animal o efeito ao estímulo mecânico fisiológico e patológico em mecanismos que controlam processos redox, na regulação da adaptação mecânica em vasos de condutância. As abordagens utilizadas incluem distintos estressores mecânicos em células e tecidos, acoplados a ferramentas de análise em tempo real compreendendo sensores moleculares de força e da modulação na produção subcelular de oxidantes e do estado redox. Em conjunto, estes experimentos possibilitarão a análise da compartimentalização de eventos redox associados a respostas mecanoadaptativas celulares e teciduais. O aprendizado derivado desses estudos deverá contribuir para aperfeiçoar o paradigma mecanobiológico/redox envolvendo o controle da homeostase e desenvolvimento de doenças cardiovasculares como remodelamento vascular. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FERNANDES, DENISE C.; WOSNIAK JR, JOAO; GONCALVES, RENATA C.; TANAKA, LEONARDO Y.; FERNANDES, CAROLINA G.; ZANATTA, DANIELA B.; DE MATTOS, ANA BARBOSA M.; STRAUSS, BRYAN E.; LAURINDO, FRANCISCO R. M. PDIA1 acts as master organizer of NOX1/NOX4 balance and phenotype response in vascular smooth muscle. Free Radical Biology and Medicine, v. 162, p. 603-614, JAN 2021. Citações Web of Science: 0.
TANAKA, LEONARDO Y.; OLIVEIRA, PERCILLIA V. S.; LAURINDO, FRANCISCO R. M. Peri/Epicellular Thiol Oxidoreductases as Mediators of Extracellular Redox Signaling. Antioxidants & Redox Signaling, v. 33, n. 4 FEB 2020. Citações Web of Science: 0.
NOLASCO, PATRICIA; FERNANDES, CAROLINA GONCALVES; RIBEIRO-SILVA, JOAO CARLOS; OLIVEIRA, PERCILLIA V. S.; SACRINI, MARIANA; DE BRITO, ISIS VASCONCELOS; DE BESSA, TIPHANY CORALIE; PEREIRA, LYGIA V.; TANAKA, LEONARDO Y.; ALENCAR, ADRIANO; MARTINS LAURINDO, FRANCISCO RAFAEL. Impaired vascular smooth muscle cell force-generating capacity and phenotypic deregulation in Marfan Syndrome mice. BIOCHIMICA ET BIOPHYSICA ACTA-MOLECULAR BASIS OF DISEASE, v. 1866, n. 1 JAN 1 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.