Busca avançada
Ano de início
Entree

Exposição a baixa concentração de cloro exacerba a inflamação alérgica nasal e pulmonar em camundongos

Resumo

Asma exacerbada pelo trabalho (AET) é definida como a asma pré-existente que foi agravada pela exposição a irritantes [ex.: derivados de Cloro (Cl2)] no ambiente de trabalho. A concentração máxima de Cl2 permitida no ambiente de trabalho é de 3 mg/m3 (descrita pela OSHA). Nós investigamos em um modelo experimental de asma em camundongos, os efeitos de uma única exposição ao hipoclorito de sódio com esta concentração permitida e uma dose 10 vezes maior. Exposição aguda ao cloro a 3.3 mg/m3 no grupo sensibilizado com OVA aumentou o número de eosinófilos no infiltrado peribroncovascular, produção de citocinas, produção de muco nasal e o número de células iNOS positivas no parênquima pulmonar comparados com o grupo apenas sensibilizados com OVA. A exposição à concentração maior de 33.3 mg/m3 no grupo sensibilizado com OVA, resultou em um aumento da elastância do sistema respiratório, no número total e diferencial de células inflamatórias no lavado broncoalveolar, IL-4, IL-5, e IL-17 no pulmão, eosinófilos no infiltrado peribroncoalveolar e produção de muco nasal quando comparado ao grupo apenas sensibilizados com OVA. Neste modelo experimental de asma, a exposição ao cloro na concentração permitida, contribuiu para a potencialização da resposta Th2. As alterações funcionais estavam associadas com o aumento da ativação de iNOS e ROCK-2 no parênquima pulmonar. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)