Busca avançada
Ano de início
Entree

Fingerprints isotópicos na solução de problemas ambientais: uma empresa de inovação tecnológica e consultoria especializada em identificar, caracterizar, discriminar e traçar fontes poluentes no ambiente com o uso de isótopos

Processo: 17/15860-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de janeiro de 2019 - 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Souto de Oliveira
Beneficiário:Carlos Eduardo Souto de Oliveira
Empresa:ENVIRON FINGER SOLUTIONS CONSULTORIA EM SOLUCOES LTDA
Município: Osasco
Pesq. associados: Daniel Ferreira Araújo ; Dominik Jakob Weiss ; Marly Babinski ; Veridiana Teixeira de Souza Martins
Assunto(s):Poluentes  Isótopos  Poluição ambiental  Saúde pública  Impactos ambientais  Legislação ambiental  Empresas de consultoria 

Resumo

Atualmente a poluição ambiental é um tema que preocupa diversos setores da sociedade por estar diretamente relacionada aos efeitos na saúde pública e ao clima. O avanço da legislação ambiental, no Brasil e em outros países, tem obrigado as indústrias a reverem seus processos e padrões de emissão e também a remediarem áreas contaminadas por suas atividades. Nesse contexto, a identificação do impacto ambiental causado por uma indústria ou mesmo a discriminação de fontes poluentes de diferentes indústrias em uma mesma área, assume papel fundamental para comprovar a responsabilidade das partes envolvidas. Dessa forma, técnicas que tenham um alto poder de resolução para traçar fontes poluentes em compartimentos ambientais possuem um papel central para solucionar problemas complexos como esses. A técnica de Fingerprints Isotópicos (FI's) se fundamenta no fato de que diferentes fontes poluentes apresentam composições isotópicas distintas que podem ser discriminadas e quantificadas nos compartimentos ambientais que essas fontes foram dispersas. Diversos trabalhos têm utilizado os isótopos de Pb, principalmente, para esse fim e mais recentemente isótopos de outros elementos, tais como Sr, Zn e Cu, têm sido explorados para tais aplicações. As composições isotópicas desses elementos normalmente são determinadas em espectrômetros de massa de setor magnético com plasma indutivamente acoplado (MC-ICP-MS). Apesar da grande utilidade e potencial dessa técnica não existem empresas no país que ofereçam esse tipo de consultoria ou mesmo que façam pesquisas relacionadas. No Brasil apenas alguns centros de pesquisa oferecem análises isotópicas no âmbito acadêmico, de forma que temos poucos especialistas na área, raramente conhecida pelos profissionais de empresas ambientais que prestam assessoria para as indústrias. Dessa forma, esse projeto tem como objetivo principal implantar uma empresa que forneça serviços de consultoria e pesquisas para as indústrias e empresas de assessoria ambiental, atuantes principalmente no território nacional. (AU)