Busca avançada
Ano de início
Entree

Escola São Paulo de Ciência Avançada em Bases Moleculares das Doenças Inflamatórias

Processo: 18/16891-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica - Escola São Paulo de Ciência Avançada
Vigência: 04 de novembro de 2019 - 14 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:José Carlos Farias Alves Filho
Beneficiário:José Carlos Farias Alves Filho
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Assunto(s):Doenças inflamatórias  Alvo terapêutico  Desenvolvimento de fármacos 

Resumo

As doenças inflamatórias constituem um grupo complexo e heterogêneo de doenças que afetam mais de 10% da população mundial. As alternativas de tratamento disponíveis atualmente são limitadas e, em alguns casos, ineficazes. Considerando a necessidade de informações sobre os mecanismos subjacentes às doenças inflamatórias, o Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias (CRID, da sigla em inglês Center for Research in Inflammatory Diseases) foi criado com o objetivo de produzir conhecimento científico e identificar novos alvos terapêuticos, para posterior desenvolvimento de novos fármacos, para o tratamento dessas doenças. O CRID almeja tornar-se um centro de excelência internacional em pesquisa básica e translacional sobre doenças inflamatórias e tem como missão realizar pesquisa integrativa e translacional para identificar e validar novas rotas biológicas envolvidas na indução e na resolução da inflamação. Neste sentido, a Escola São Paulo de Ciência Avançada (ESPCA) da FAPESP sobre Molecular Basis of Inflammatory Diseases é de extrema importância para a estratégia de crescimento e internacionalização do CRID. Seu objetivo principal é fornecer uma visão aprofundada do que se tem de mais moderno na pesquisa básica em inflamação e doenças inflamatórias, focando nos aspectos moleculares que são fundamentais para a descoberta de novos alvos, os quais, por sua vez, servem de base para o desenvolvimento de novos medicamentos. Para a realização da Escola convidamos 22 palestrantes (12 internacionais e 8 nacionais) de renome internacional nas áreas de imunofarmacologia, imunologia celular e molecular que estudam a fundo os mecanismos envolvidos no desenvolvimento de diferentes doenças inflamatórias, como: doenças infecciosas (malária, leishmaniose, viral e bacteriana), doenças auto-imunes (artrite reumatóide e psoríase), neuro-inflamatórias (esclerose múltipla doença de Alzheimer), cardiometabólicas (diabetes, obesidade e aterosclerose) e câncer. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.