Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência de antioxidantes na fotoestabilização da avobenzona (filtro uva) e do p-metoxicinamato de octila (filtro UVB) em fotoprotetores

Processo: 18/11073-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2018 - 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Maria Valeria Robles Velasco
Beneficiário:Maria Valeria Robles Velasco
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Cosmetologia  Antioxidantes  Ressonância paramagnética eletrônica 

Resumo

Com o intuito de promover proteção de amplo espectro, na maioria dos protetores solares estão associados no mínimo dois filtros orgânicos (UVA e UVB). A combinação da avobenzona (BMBM), filtro UVA, e do r-metoxicinamato de octila (EHMC), filtro UVB, é conhecida e muito utilizada em formulações manipuladas e industrializadas, porém apresenta alteração na absorção espectral após exposição à radiação UV. A estratégia empregada com maior frequência para reduzir a instabilidade da combinação é baseada na adição de agentes fotoestabilizadores. A adição de substâncias naturais em formulações fotoprotetoras vem sendo explorada, especialmente o grupo dos flavonoides que apresentam resultados positivos em relação à eficácia fotoprotetora. O objetivo principal desta pesquisa será avaliar o potencial dos antioxidantes como substâncias fotoestabilizadoras dos filtros EHMC e BMBM. Serão desenvolvidas formulações contendo os dois filtros associados ou não com o antioxidante com melhor performace diante dos resultados preliminares e de acordo com planejamento fatorial em três níveis. As formulações serão avaliadas quanto à eficácia fotoprotetora in vitro aplicadas em placas de PMMA e analisadas por espectrofotometria de refletância com esfera de integração antes e após a exposição à radiação UV. As interações moleculares dos filtros com os antioxidantes serão avaliadas por 1H RMN, DSC, TG, análise qualitativa da supressão do estado energético singleto, avaliação da permeação cutânea in vitro (difusão em célula de franz), EPR ex vivo e FRET. Este trabalho apresenta perspectivas futuras para o desenvolvimento de formulações fotoprotetoras de amplo espectro com potencialização da segurança e eficácia. (AU)