Busca avançada
Ano de início
Entree

Novos materiais avançados para aplicações em sensoriamento: um projeto colaborativo sobre a caracterização estrutural e espectroscópica de novos sólidos à base de terras raras

Processo: 18/08334-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2018 - 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Convênio/Acordo: University of Warwick
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Paulo Cesar de Sousa Filho
Beneficiário:Paulo Cesar de Sousa Filho
Pesq. responsável no exterior: Richard Ian Walton
Instituição no exterior: University of Warwick, Inglaterra
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/11764-2 - Estratégias na síntese de nanomateriais luminescentes para o desenvolvimento de novos sensores ópticos multimodais, AP.R
Assunto(s):Materiais nanoestruturados  Luminescência  Estruturas metalorgânicas  Terras raras  Espalhamento de raios X a baixos ângulos  Cooperação internacional 

Resumo

Materiais à base de terras raras (TR) apresentam crescente importância tecnológica nos campos de energia, catálise e sensoriamento devido às propriedades únicas desse grupo de elementos. O aprimoramento das aplicações de compostos de TR de estado sólido é dependente, portanto, de uma compreensão mais apurada das propriedades estruturais e espectroscópicas dessa classe de materiais. Buscando avanços nessa área, esta proposta visa ao estabelecimento de uma colaboração científica entre os grupos de pesquisa do Prof. Paulo C. de Sousa Filho (Universidade Estadual de Campinas, Brasil) e do Prof. Richard I. Walton (Universidade de Warwick, Reino Unido). Considerando-se a natureza complementar dos interesses de pesquisa destes dois grupos, o projeto pretende aplicar técnicas avançadas de caracterização utilizando raios-X para descrever mecanismos de cristalização e crescimento, que permitirão o desenvolvimento preciso de novos nanomateriais inorgânicos funcionais e redes metalorgânicas (MOFs). Para isso, propriedades estruturais e morfológicas controláveis serão correlacionadas ao comportamento espectroscópico de materiais à base de TR, o que pode fornecer contribuições significativas no campo dos sensores luminescentes. (AU)