Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de inibidores de metaloproteinases e temperatura de volatilização na resistência de união, nanoinfiltração e atividade colagenolítica de restaurações adesivas

Processo: 18/08219-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2018 - 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Anderson Catelan
Beneficiário:Anderson Catelan
Instituição-sede: Faculdade de Ciências da Saúde (FCSA). Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Volatilização  Aquecimento  Dentística  Inibidores de proteases  Análise físico-química  Adesivos dentinários 

Resumo

Mesmo com a evolução dos materiais odontológicos e técnicas, as restaurações adesivas falham em longo prazo. Assim, o objetivo neste estudo será avaliar o efeito do pré-tratamento da dentina com agentes inibidores de metaloproteinases (clorexidina - CHX e glutaraldeído - GD) e da temperatura de volatilização (23 e 40ºC) do solvente do sistema adesivo na resistência de união (RU), nanoinfiltração (NI) e atividade colagenolítica (AC) de restaurações adesivas após 24 h e envelhecimento. Trinta e seis terceiros molares humanos hígidos serão coletados (CAAE 73605617.4.0000.5515), os dentes terão a dentina coronária de profundidade média exposta, então será realizado o condicionamento ácido, seguido pelo pré-tratamento da dentina com água deionizada (controle), CHX 2% ou GD 5%. Ao final o sistema adesivo será aplicado de acordo com a recomendação do fabricante, volatilizado à 23 ou 40ºC, e fotoativado para posterior confecção de um bloco de resina composta. Os espécimes serão cortados em palitos de 0,8 x 0,8 mm, sendo que metade dos palitos serão avaliados após 24 h ou envelhecimento (10.000 ciclos térmicos e 4 semanas de armazenamento em colagenase 0,2%). A RU (n = 6) será obtida pelo ensaio de microtração usando uma máquina de ensaio universal e a NI será analisada em microscopia eletrônica de varredura após a infiltração com nitrato de prata (n = 6). A AC (n = 6) será avaliada pela zimografia in situ usando um microscópio confocal de varredura à laser. Os dados obtidos serão analisados com os testes estatísticos mais adequados com nível de significância de 5%. Espera-se que o pré-tratamento da dentina com os inibidores de proteases associado ao uso de ar aquecido para evaporação mais efetiva dos solventes dos sistemas adesivos promova maior resistência de união, menor nanoinfiltração e atividade colagenolítca em restaurações adesivas. (AU)