Busca avançada
Ano de início
Entree

Sensores de baixo custo como ferramenta para reduzir a poluição do ar em creches e escolas primárias - impacto na Asma Infantil

Processo: 18/09011-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2018 - 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Convênio/Acordo: Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT)
Pesquisador responsável:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Beneficiário:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Pesq. responsável no exterior: Sofia Isabel Vieira De Sousa
Instituição no exterior: Universidade do Porto (UP), Portugal
Instituição-sede: Instituto de Estudos Avançados (IEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Patricia Ferrini Rodrigues ; Paulo Afonso de André
Bolsa(s) vinculada(s):19/05789-8 - Sensores de baixo custo como ferramenta para reduzir a poluição do ar em creches e escolas primárias: impacto na Asma Infantil, BP.TT
19/04564-2 - SENSINAIR sensores de baixo custo como ferramenta para redução da poluição do ar em infantários e escolas primárias: impacto na Asma infantil, BP.PD
Assunto(s):Poluição atmosférica  Saúde pública 

Resumo

Estudos recentes concluíram que há uma necessidade urgente de implementar estratégias para melhorar a qualidade do ar interior (QAI) nas escolas primárias/infantários. Logo, dar às escolas ferramentas de medida/alerta dos níveis de poluentes no ar para os tornar autossuficientes para reduzir a poluição do ar interior (PAI) é vital e permite a mitigação dos impactos na saúde relacionados com a poluição do ar. Portanto, o uso de sensores de baixo custo surgem como uma nova ferramenta estratégica para medir QAI nas escolas. Tanto quanto é conhecido, não há publicações sobre avaliação de QAI usando sensores de baixo custo em escolas primárias/infantários. Assim, este projeto tem como objetivo desenvolver ferramentas para ajudar as escolas a reduzir a PAI e avaliar a eficácia na sua redução bem como do seu impacto na redução da asma infantil. Espera-se: 1) validar e calibrar sensores de baixo custo para monitorizar QAI fornecendo às escolas ferramentas para reduzir efetivamente a PAI; 2) desenvolver modelos de exposição de PAI; e 3) avaliar o impacto da redução de PAI na asma infantil, bem como fornecer um diagnóstico de asma precoce (crianças acima dos 3 anos). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Treinamento técnico em Saúde Pública e Ambiental com Bolsa da FAPESP 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.