Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto do vulcanismo no sistema de Monção da América do Sul e seu vínculo com os modos de variabilidade do Atlântico Sul baseados em temperatura de supercifie

Processo: 18/14789-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2018 - 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Física
Convênio/Acordo: CNRS
Pesquisador responsável:Ilana Elazari Klein Coaracy Wainer
Beneficiário:Ilana Elazari Klein Coaracy Wainer
Pesq. responsável no exterior: Myriam Khodri
Instituição no exterior: Institut Pierre Simon Laplace (IPSL), França
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/50686-1 - Paleo-vínculos na evolução das monções e dinâmica, AP.TEM
Assunto(s):Vulcanismo 

Resumo

A Monção Sul-Americana (SAMS) tem impacto direto na hidrologia da região e é influenciada pela variabilidade das temperaturas superficiais no Atlântico Sul. Este oceano é de fato uma das fontes mais importantes de fluxo de umidade que alimenta as chuvas na América do Sul. Este fluxo de monção também depende do gradiente oceano-atmosfera para se estabelecer e evoluir. Devido ao seu impacto no balanço de radiação solar na superfície, grandes erupções vulcânicas podem influenciar significativamente o SAMS com consequências potencialmente devastadoras na economia local. As observações indicam uma resposta geralmente associada a uma diminuição nas temperaturas da superfície e precipitação tropical por vários anos após uma erupção estratosférica. Neste contexto, queremos caracterizar melhor a resposta do SAMS ao vulcanismo e o papel do Oceano Atlântico, baseando-se em observações e experimentos de sensibilidade com os modelos numéricos desenvolvidos no IPSL, seguindo a metodologia desenvolvida por Khodri et al (2017). (AU)