Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação do perfil de metilação do DNA em crianças que apresentam delirium do despertar após anestesia geral

Processo: 17/25047-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2018 - 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Maria José Carvalho Carmona
Beneficiário:Maria José Carvalho Carmona
Instituição-sede: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Alexandre Torchio Dias ; Cláudia Maia Memória ; Évelin Aline Zanardo ; Leslie Domenici Kulikowski ; Marcelo Luis Abramides Torres ; Ricardo Vieira Carlos ; Suely Pereira Zeferino
Assunto(s):Crianças  Metilação de DNA  Epigênese genética  Anestesiologia  Complicações pós-operatórias  Delírio do despertar 

Resumo

INTRODUÇÃO: O risco de comprometimento cognitivo tardio em crianças submetidas a anestesia geral devido a possíveis efeitos neurotóxicos dos anestésicos para o cérebro em desenvolvimentoapoiaram a recente recomendação do FDA (US Food and Drug Administration) sobre cautela na indicação de cirurgia ou procedimentos sob anestesia antes dos 3 anos de idade. Dentre as alterações cognitivas relacionadas à anestesia, o delirium do despertar (DD) é frequente em crianças préescolares, podendo ser observado em até 30% dos casos. Embora não comprovado em crianças, em idosos há evidências de que a ocorrência de delirium se relaciona a alterações cognitivas pósoperatórias. Na criança, o DD é mais frequente após anestesia inalatória, embora não haja consenso sobre os fatores de risco e as formas de prevenção e tratamento. A identificação de alterações epigenéticas poderiam contribuir para o entendimento deste evento adverso, mas não existembiomarcadores moleculares para o DD. Marcadores genéticos específicos poderiam ser utilizados paraavaliar o risco e contribuir para a prevenção de possíveis consequências tardias do DD. Hipotetizou-se que mudanças comportamentais do DD podem estar relacionadas a modificações epigenéticas, analisadas por meio do perfil de metilação do DNA. OBJETIVOS: O objetivo principal deste estudo é analisar o perfil de metilação do DNA em crianças que apresentam DD após anestesia geral.MÉTODOS: Conforme aprovação pelo Comitê de Ética institucional, será realizado estudo observacional e prospectivo para avaliação de 96 crianças entre um e 12 anos de idade candidatas aprocedimentos de endoscopia sob anestesia geral. O grau de ansiedade pré-operatória será medido pormeio da escala m-YPAS e VAS-anx. A indução anestésica será inalatória com sevoflurano e aqualidade da indução será avaliada pelas escalas PACBIS e PAB. Após a punção venosa periférica que faz parte do procedimento anestésico, 3 mL de sangue venoso total serão coletados para as análises genéticas. No despertar, o DD será avaliado por meio da escala PAED (Pediatric Anesthesia Emergence Delirium). Nas crianças com pontuação PAED e 10 (N=16), a amostra sanguínea será encaminhada para análise do perfil de metilação do DNA. Como grupo controle, 16 pacientes serão selecionadas de forma pareada e aleatória dentre aquelas que não apresentaram DD. Após a alta da unidade ambulatorial, será realizado, por contato telefônico, aplicação do questionário PHBQ no primeiro, 7º e 14º pós-alta para avaliação da incidência de alterações comportamentais pósoperatórias. A amostra do estudo foi calculada considerando incidência de 20% de DD e perda de 20% após o recrutamento. Os dados serão avaliados quanto à normalidade e serão analisados por meio de testes de comparação de médias, considerando-se significativo se p < 0,05. (AU)