Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de produtos alimentícios à base de frutas nativas da Mata Atlântica

Processo: 17/21798-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de abril de 2019 - 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Paula Porrelli Moreira da Silva
Beneficiário:Paula Porrelli Moreira da Silva
Empresa:Douglas Rodrigues Bello - ME
CNAE: Atividades de pós-colheita
Município: Paraibuna
Pesq. associados:Angelo Pedro Jacomino ; Marta Helena Fillet Spoto
Bolsa(s) vinculada(s):19/04273-8 - Desenvolvimento de produtos alimentícios a base de frutas nativas da Mata Atlântica, BP.PIPE
19/04283-3 - Desenvolvimento de produtos alimentícios a base de frutas nativas da Mata Atlântica, BP.TT
Assunto(s):Néctar de plantas  Frutas tropicais  Meio ambiente  Suplementos nutricionais  Alimentos funcionais  Recursos florestais  Sustentabilidade  Produtos novos 

Resumo

A produção de frutas nativas da Mata Atlântica a partir de sistemas agroflorestais é uma oportunidade de uso econômico sustentável dos recursos florestais ao mesmo tempo em que o bioma no Vale do Paraíba Paulista e sua diversidade são conservados. Atualmente, a empresa Sítio do Bello é pioneira e produtora de polpa a base de frutas da Mata Atlântica, no entanto, apesar de viável, a atividade possui baixa rentabilidade. As principais causas que levam a esse cenário remetem a pouca variedade de produtos gerados e a escala de produção restrita, em que os métodos de processamento ainda não são bem definidos. Neste projeto propõem-se a mitigação das causas do problema-chave, tendo como objetivo principal o desenvolvimento de produtos inovadores e funcionais à base de frutas nativas da Mata Atlântica, os quais terão seu valor agregado aumentado. Para isso, foram definidas cinco espécies frutíferas nativas: cambuci, grumixama, jabuticaba, pitanga, e uvaia, as quais atualmente constituem o carro-chefe de produção da empresa. Os novos produtos serão os mais independentes possíveis de outros ingredientes, para que o pequeno empreendedor tenha autonomia no negócio. Os principais produtos que serão desenvolvidos são: polpa pasteurizada, geleia, e frutas desidratadas. As principais atividades que serão desenvolvidas na Fase 1 são: calendário de fenologia das plantas; revisão de literatura das técnicas de processamento de frutas; análises físicas, químicas e de propriedades funcionais das frutas in natura; análises nutricionais; otimização do processo de produção de polpa e geleia no Sítio do Bello; elaboração dos procedimentos operacionais padronizados (POPs); adequação da cozinha industrial; e na Fase 2: desenvolvimento dos novos produtos à base de frutas e ajuste dos parâmetros de qualidade; estudo e quantificação da vida útil; e elaboração dos POPs. Ao final do projeto os principais resultados esperados são: i) desenvolver um portfólio amplo de produtos, os quais deverão manter as propriedades funcionais das frutas in natura; ii) aumentar a viabilidade técnica e econômica do negócio; iii) estabelecer uma relação direta de produtos funcionais oriundos de plantas nativas com o cotidiano dos consumidores finais. Em termos mais amplos, a pesquisa contribuirá para o início da formação de um mercado de frutas organizado no Vale do Paraíba Paulista, ao mesmo tempo em que o negócio terá uma bandeira positiva de promover a conservação do bioma e do meio ambiente. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.