Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento translacional e validação pré-clínica de uma imunoterapia contra tumores induzidos pelo vírus do papiloma humano (HPV)

Processo: 18/08502-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de dezembro de 2018 - 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Luana Raposo de Melo Moraes Aps
Beneficiário:Luana Raposo de Melo Moraes Aps
Empresa:Imunotera Soluções Terapêuticas Ltda. - EPP
CNAE: Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Município: São Paulo
Pesq. associados:Bruna Felício Milazzotto Maldonado Porchia Ribeiro ; Luis Carlos de Souza Ferreira
Bolsa(s) vinculada(s):19/00831-6 - Desenvolvimento translacional e validação pré-clínica de uma imunoterapia contra tumores induzidos pelo vírus do papiloma humano (HPV), BP.PIPE
Assunto(s):Vacinas  Imunoterapia  Neoplasias  Infecções por Papillomavirus  Doenças sexualmente transmissíveis  Sistema imune 

Resumo

A infecção pelo vírus do papiloma humano (HPV) é considerada a doença sexualmente transmissível mais comum e oito em cada dez pessoas já entraram em contato com esse vírus em algum momento de suas vidas. A maioria das infecções por HPV são assintomáticas e são combatidas pelo sistema imune sem necessidade de intervenções. No entanto, infecções persistentes causadas por este vírus podem levar ao surgimento tanto de lesões na cérvix uterina como diferentes tipos de câncer, inclusive em homens. Neste caso, o tratamento é baseado em cirurgia, quimioterapia e radioterapia, métodos invasivos e que geram desconforto, complicações e, muitas vezes, efeitos colaterais severos, sem necessariamente apresentar eficácia significativa. Neste contexto, a ImunoTera desenvolveu terapias alternativas e inovadoras capazes de reprogramar o sistema imune para combater lesões e tumores causados por HPV. A imunoterapia apresentada no presente projeto é baseada em uma proteína híbrida recombinante que promove a cura permanente em 100% dos animais tratados. O tratamento também permite a redução de doses de quimioterapia no tratamento de tumores avançados, com resultados superiores a outras estratégias terapêuticas desenvolvidas contra o HPV. Neste cenário, a presente proposta visa o desenvolvimento de um produto passível de utilização em seres humanos em estudo clínico de fase I. Para isso, um dos objetivos centrais do projeto é a obtenção da proteína recombinante em condições reguladas (GMP - Good Manufacturing Practices) e sua validação pré-clínica de eficácia e segurança. A proteína será obtida a partir de células eucarióticas transfectadas e será avaliado quanto à sua esterilidade, funcionalidade e atividade biológica in vitro e in vivo no modelo experimental de tumores associados ao HPV-16. Em seguida, o produto será submetido a testes pré-clínicos para avaliação da segurança em roedores em um dos centros de referência em ensaios não-clínicos do país. Uma vez qualificado, o produto poderá ser utilizado para um estudo piloto em pacientes acometidos com câncer (inicialmente casos induzidos pelo HPV-16) e, uma vez confirmado o seu potencial terapêutico, poderá representar um caso de sucesso de translação clínica, colocando o Brasil em um novo patamar de inovação na área da saúde. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.