Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da suplementação materna com o ácido retinóico durante a amamentação na resposta imunológica da prole de camundongos

Processo: 17/18199-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2019 - 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia
Pesquisador responsável:Maria Notomi Sato
Beneficiário:Maria Notomi Sato
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Microbioma gastrointestinal  Ácido retinoico  Leite materno  Mucosa intestinal 

Resumo

A vitamina A atua através de seu metabolito ativo, o ácido retinoico, sendo capaz de modular a resposta imune e manter a homeostase das mucosas, principalmente em sítios imunológicos como os tecidos linfoides associados à mucosa intestinal. O período neonatal é caracterizado por relativa imaturidade imunológica e maior suscetibilidade às infecções. Além disto, o neonato nasce com baixas concentrações de vitamina A e sua obtenção ocorre através da amamentação. Desta forma, propomos avaliar o efeito da suplementação materna com ácido retinoico durante o período de amamentação, na resposta imunológica e na mucosa e microbiota intestinal da prole de camundongos. Para tanto, serão avaliados na prole a presença de linfócitos T no baço e linfonodos mesentéricos com potencial migratório para o intestino, e a presença de células T reguladoras e/ou efetoras e células linfoides inatas no intestino delgado. Também será avaliado o perfil de produção de citocinas pró e/ou antiinflamatórias e anticorpos IgA presentes no soro/fezes e a composição da microbiota intestinal da prole. Além disto, o efeito da suplementação materna será avaliado na resposta inflamatória intestinal da colite induzida por sulfato de sódio dextrano. O leite de mães suplementadas com ácido retinoico, será avaliado quanto a presença de anticorpos IgA e IgG e citocinas pró e/ou anti-inflamatórias, para maior compreensão do impacto da suplementação materna com ácido retinoico nesse compartimento. Utilizando um sistema de troca de proles, será avaliada a migração de células maternas do leite para linfonodos mesentéricos e placas de Peyer da prole e a capacidade funcional efetora e/ou reguladora dessas células. A avaliação do efeito da suplementação materna com o ácido retinoico durante a amamentação proporcionará a compreensão dos benefícios e/ou malefícios de uma dieta rica deste composto no desenvolvimento do sistema imune da prole e terá possível implicação na saúde humana. Palavras-chaves: interação materno-fetal, ácido retinoico, leite materno, mucosa intestinal, microbiota intestinal, colite e imunidade neonatal. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TEIXEIRA, FRANCIANE MOURADIAN EMIDIO; PIETROBON, ANNA JULIA; OLIVEIRA, LUANA DE MENDONCA; OLIVEIRA, LUANDA MARA DA SILVA; SATO, MARIA NOTOMI. Maternal-Fetal Interplay in Zika Virus Infection and Adverse Perinatal Outcomes. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 11, FEB 14 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.