Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratégias sustentáveis para o desenvolvimento de novos materiais macromoleculares

Processo: 18/24407-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 01 de abril de 2019 - 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Talita Martins Lacerda
Beneficiário:Talita Martins Lacerda
Pesquisador visitante: Alessandro Gandini
Inst. do pesquisador visitante: Université Grenoble Alpes (UGA), França
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Assunto(s):Furanos  Óleos vegetais  Amido  Celulose bacteriana 

Resumo

Polímeros preparados a partir de recursos renováveis vem ganhando grande destaque nos últimos anos, tanto no âmbito industrial como no de pesquisa e desenvolvimento. Isso se dá pelo crescente interesse em produtos e processos que levam em consideração o conceito de sustentabilidade, que envolve, entre outros princípios, o uso racional dos recursos naturais em detrimento dos recursos fósseis para a preparação de insumos químicos e materiais.Os polímeros renováveis podem ser obtidos diretamente de fontes naturais, ou sintetizados por uma sequência de reações de modificação química de substâncias direta ou indiretamente delas extraídas. Os polímeros que são naturalmente disponíveis podem ser isolados a partir da biomassa vegetal (polissacarídeos, borracha natural, entre outros), animal (quitina, proteínas, entre outros) e de fontes microbiológicas (principalmente polihidroxialcanoatos). Frequentemente, estes possuem algumas limitações técnicas que tornam difícil sua processabilidade e seu uso como produto final, o que motiva o desenvolvimento de estratégias relacionadas a modificações químicas e/ou a associação com outros materiais de diferentes naturezas para a produção de blendas e (nano)compósitos. A síntese de polímeros é uma estratégia mais ampla, e envolve a preparação, principalmente, de poliésteres, poliuretanas, poliamidas e policarbonatos com as mais diversas estruturas moleculares e propriedades, partindo de monômeros que são naturalmente disponíveis como tais ou são obtidos a partir dos polímeros naturalmente disponíveis por processos diversos. Açúcares, furanos, terpenos, triglicerídeos e ácidos graxos, diácidos carboxílicos, hidroxiácidos e polióis, tais como ácido itacônico, ácido succínico, ácido adípico, ácido ferúlico, ácido levulínico, vanilina, ácido vanílico, por exemplo, são amplamente empregados no desenvolvimento de novos polímeros e ilustram esta estratégia. A presente solicitação se fundamenta nos mais de 50 anos de experiência do Prof. Dr. Alessandro Gandini no desenvolvimento de novos polímeros a partir de recursos não-fósseis. São propostas atividades que irão contemplar, além do auxílio ao desenvolvimento de projetos em andamento, o oferecimento de disciplina de pós-graduação e colaborações com outros pesquisadores do Estado de São Paulo. Vale mencionar que o Dr. Gandini é Pesquisador Colaborador do Projeto de Auxílio à Pesquisa Regular vigente (FAPESP 2017/16062-6), sob a coordenação da Profa. Dra. Talita Martins Lacerda. (AU)