Busca avançada
Ano de início
Entree

Decodificar aspectos da biologia celular e molecular do Plasmodium como uma ferramenta para desenvolver novos antimaláricos

Processo: 17/08684-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de fevereiro de 2019 - 31 de janeiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:Célia Regina da Silva Garcia
Beneficiário:Célia Regina da Silva Garcia
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Fabio Trindade Maranhão Costa ; Maria Regina D'Império Lima
Bolsa(s) vinculada(s):19/08974-0 - Manutenção de Laboratório de Biologia Celular e cultivo de Células HEK293T, BP.TT
19/09490-7 - Triagem de ligantes para PfSR1, um provável receptor tipo GPCR, e identificação de um possível receptor de IP3 na sinalização de cálcio no Plasmodium Falciparum, BP.PD
Assunto(s):Biologia celular  Biologia molecular  Malária  Plasmodium falciparum  Antimaláricos  Genômica funcional  Transdução de sinais 

Resumo

A malária é umas das principais doenças infecciosas que aflige a humanidade. Os estudos da última década apontam que patógenos desenvolveram sofisticadas redes de sinalização celular que permitem tanto a comunicação célula-célula quanto mecanismos para detectar o ambiente extracelular. Neste sentido, acredita-se que os parasitas desenvolveram sistemas para resistir a grandes alterações nos diferentes microambientes, aos quais são expostos ao longo de seu ciclo de vida. Desta forma, em adição à uma biologia complexa, com estágios sexuais e assexuais de desenvolvimento, o parasita da malária é exposto a microambientes distintos dentro do ciclo do vetor, bem como durante seu desenvolvimento dentro de um vertebrado. O objetivo geral deste projeto é entender como o parasita detecta a sinalização de seu meio, quais são os componentes moleculares envolvidos na transdução desta sinalização. Reportamos recentemente que a sinalização purinérgica poderia estar envolvida na percepção do TNF por P. falciparum. Pretendemos dissecar o envolvimento da sinalização de purinas no ciclo de P. falciparum, revelando assim qual é a participação de um receptor P2X7 na sinalização do TNF. Utilizaremos parasitas transgênicos PfGCaMP3, bem como outras ferramentas moleculares e celulares para entender as vias de sinalização no parasita da malária com o objetivo de romper esta sinalização. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Brasileira presidirá comissão da American Society for Cell Biology 
Treinamento técnico em bioquímica na USP com bolsa da FAPESP 
Pós-doutorado e doutorado direto em biologia molecular com bolsas da FAPESP