Busca avançada
Ano de início
Entree

Abordagem multimodal para caracterizar catalisadores em operação

Processo: 17/23050-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de fevereiro de 2019 - 31 de janeiro de 2023
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Amélie Claire Rochet
Beneficiário:Amélie Claire Rochet
Instituição-sede: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). Campinas, SP, Brasil
Pesq. associados: Rodolfo Fini ; Sandra Helena Pulcinelli
Auxílios(s) vinculado(s):19/01474-2 - EMU concedido no processo 2017/23050-4: sistema de análise de gás on line, AP.EMU
Assunto(s):Catalisadores heterogêneos  Espectroscopia de raio X  Radiação síncrotron  Propriedades químicas  Catálise 

Resumo

Os catalisadores heterogêneos não são materiais com estruturas estáticas. Eles podem mudar sua estrutura (morfologia ou composição da superfície) dependendo das condições de reação. Especialmente mudanças em nível atômico induzem mudanças nas propriedades químicas. Portanto, é crucial compreender as relações entre estruturas e propriedades. Com o desenvolvimento e a melhoria das instalações de radiação síncrotron, o interesse de aplicar técnicas síncrotron in situ/operando está crescendo. As técnicas in situ são apresentadas como métodos dependentes da escala e dificilmente foram exploradas em um nível de escala múltipla, embora os mecanismos de ativação/desativação precisem ser identificados em diferentes escalas. A novidade deste projeto consiste na combinação de técnicas in situ resolvidas por energia e espaço para obter uma caracterização completa de materiais catalíticos em condições realistas de trabalho. Estamos focados na compreensão dos processos de catálise elementar (reação de oxidação do monóxido do carbono ...) à escala múltipla. Com a espectroscopia de absorção por raios X e estudos de imagem por raios-X in situ, obteremos informações sobre os mecanismos de reação. Com as técnicas emergentes de imagem por raios X coerentes, podemos acompanhar as evoluções estruturais com resolução nanométrica. As alterações de tensões e defeitos nos catalisadores que ocorrem através da reação serão analisadas e correlacionadas aos desempenhos catalíticos com condições específicas de histerese, comportamento oscilante, envenenamento do catalisador.... Este projeto de pesquisa gerará uma nova metodologia para o monitoramento in situ de catalisadores e abre uma nova rota para pesquisa e desenvolvimento de materiais com aplicações em diversas ramos da ciência. (AU)