Busca avançada
Ano de início
Entree

O impacto das exposições intrauterina e nas fases iniciais do desenvolvimento pós-natal aos poluentes atmosféricos no desenvolvimento de alterações adversas na vida adulta: estudo experimental em camundongos com ênfase aos sistemas reprodutor e respiratório

Processo: 03/10772-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de novembro de 2004 - 31 de março de 2008
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Beneficiário:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores principais:Christiane Pienna Soares
Bolsa(s) vinculada(s):06/52496-6 - O impacto das exposições intrauterina e nas fases iniciais do desenvolvimento pós-natal aos poluentes atmosféricos no desenvolvimento de alterações adversas na vida adulta: estudo experimental em camundongos com ênfase à análise comportamental e neuroquímica, BP.MS
05/57644-0 - Avaliação da genotoxicidade e sinalização para apoptose em células humanas, animais e vegetais submetidas a exposição com biomassa oriunda da queima de cana-de-açúcar, BP.DD
05/55367-0 - Estudos dos efeitos mutagênicos da poluição ambiental em trabalhadores de rua em São Paulo, BP.DD
05/54857-3 - Avaliação dos efeitos da poluição do ar da cidade de São Paulo em placentas de animais expostos em diferentes fases da gestação: estudo imunohistoquímico e morfométrico das alterações estruturais, do estresse oxidativo e dos níveis de apoptose: estudo experimental em camundongos, BP.DR
Assunto(s):Toxicologia ambiental  Poluição atmosférica  Exposição ambiental  Desenvolvimento infantil  Doenças respiratórias 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Contribuições...climáticas_122_163_163.pdf

Resumo

O nosso núcleo de pesquisas pretende avançar no conhecimento dos efeitos adversos da poluição do ar sobre a saúde, avaliando o papel da exposição intra-uterina e nas fases iniciais do desenvolvimento pós-natal como fator determinante de alterações funcionais adversas na fase adulta. Sabe-se que as crianças são expostas a variados agentes tóxicos ambientais presentes no ar, nos alimentos e água. A vulnerabilidade das crianças é aumentada dadas as características particulares desta fase da vida: maior exposição relativa, metabolismo de xenobióticos não totalmente desenvolvido, alta taxa de crescimento somático e de divisão celular. O que se pretende nesta proposta é avaliar de maneira objetiva o potencial de promover doenças na fase adulta representado pela exposição aos níveis ambientais de poluição atmosférica efetuada nas fases intra-uterina e pós-natal do desenvolvimento. No sentido de evitar que a proposição se tornasse por demais ampla, decidiu-se limitar o nosso alvo de atenção aos efeitos adversos promovidos pela exposição de camundongos à poluição atmosférica urbana, ao longo de diferentes fases do seus desenvolvimento, bem como escolher como objetivo de estudo alguns parâmetros reprodutivos, o desenvolvimento de hiper-reatividade brônquica e inflamação pulmonar. Para se avaliar o problema, serão realizadas exposições crônicas de 3 gerações de camundongos à poluição atmosférica de São Paulo. Neste protocolo, experimental, empregaremos 2 câmaras de inalação - uma recebendo o ar ambiente, íntegro e a outra, ar filtrado - a fim de criar o gradiente de poluição necessário para alcançarmos os nossos objetivos. As câmaras estão montadas lado a lado no jardim da Faculdade de Medicina. Na câmara com ar filtrado, adaptamos um sistema de filtragem com uma série de quatro filtros alinhados, de forma a poder reduzir significativamente o material particulado e gases reativos da atmosfera. Através de cruzamentos de animais com diferentes histórias pregressas de exposição aos poluentes ambientais, serão testadas as seguintes hipóteses: a) a exposição prolongada aos níveis ambientais da poluição do ar de São Paulo tem potencial para promover alterações inflamatórias das vias aéreas e tecido pulmonar, hiper-reatividade brônquica e alterações reprodutivas; b) a fase embrionária e o início do desenvolvimento pós-natal condicionam uma maior vulnerabilidade à ação dos poluentes; c) parâmetros reprodutivos e respiratórios podem ser influenciados pela exposição aos poluentes nas fases iniciais do desenvolvimento; d) as exposições intra-uterina e pós-uterina podem exercer papel sinérgico na patogenia das alterações causadas pela poluição do ar; e) magnitude das alterações promovidas pela poluição no início da vida pode ser suficiente para provocar disfunções significativas na fase adulta. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PIRES, ADRIANA; DE MELO, ELIZABETH NEVES; MAUAD, THAIS; NASCIMENTO SALDIVA, PAULO HILARIO; DE SIQUEIRA BUENO, HELOISA MARIA. Pre- and postnatal exposure to ambient levels of urban particulate matter (PM2.5) affects mice spermatogenesis. INHALATION TOXICOLOGY, v. 23, n. 4, p. 237-245, 2011. Citações Web of Science: 16.
NOVAES, PRISCILA; DO NASCIMENTO SALDIVA, PAULO HILARIO; MATSUDA, MONIQUE; MACCHIONE, MARIANGELA; RANGEL, MARISTELA PERES; KARA-JOSE, NEWTON; BERRA, ALEJANDRO. The effects of chronic exposure to traffic derived air pollution on the ocular surface. Environmental Research, v. 110, n. 4, p. 372-374, MAY 2010. Citações Web of Science: 44.
MAUAD, THAIS; RODRIGUEZ FERREIRA RIVERO, DOLORES HELENA; DE OLIVEIRA, REGIANI CARVALHO; DE FARIA COIMBRA LICHTENFELS, ANA JULIA; GUIMARAES, ELIANE TIGRE; DE ANDRE, PAULO AFONSO; KASAHARA, DAVID ITIRO; DE SIQUEIRA BUENO, HELOISA MARIA; NASCIMENTO SALDIVA, PAULO HILARIO. Chronic exposure to ambient levels of urban particles affects mouse lung development. American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine, v. 178, n. 7, p. 721-728, OCT 1 2008. Citações Web of Science: 70.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.