Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da Oclusão do Canal do Teto no Perfil Metagenômico e seu Reflexo na Saúde da Glândula Mamária Bovina

Processo: 18/04530-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2019 - 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Alice Maria Melville Paiva Della Libera
Beneficiário:Alice Maria Melville Paiva Della Libera
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Fernando Nogueira de Souza ; Maiara Garcia Blagitz ; Márcio Carvalho da Costa ; Marcos Bryan Heinemann ; Sarne de Vliegher
Auxílios(s) vinculado(s):19/23554-8 - O microbioma da glândula mamária bovina: aprofundando nossa compreensão dessa complexa questão, AP.R SPRINT
Assunto(s):Glândulas mamárias  Mastite  Microbiota 

Resumo

Com o avanço recente de técnicas moleculares, há uma demanda crescente por estudos de comunidades de microrganismos comensais, devido ao fato de que muitas dessas populações possuem a capacidade de prevenir ou favorecer determinadas enfermidades. Dessa forma, estudos voltados a glândula mamária demonstram que não há consenso, onde, alguns autores supõem que a glândula mamária possui uma microbiota própria, enquanto outros defendem que a mesma é estéril. Baseado nisto, o objetivo do presente projeto é: 1) definir qual a melhor técnica de coleta de material para o exame de microbioma; 2) avaliar a relação da integridade do canal do teto com a microbiota da glândula mamária de novilhas e sua correlação com a saúde da glândula mamária no pós-parto; e 3) investigar a existência de microrganismos comensais em animais nulíparos. Para tal, o estudo se divide em três fases, sendo que na fase 1 serão aplicadas três formas de coleta de leite em animais multíparos, para definir qual o melhor método de coleta de leite para a análise metagenômica, são elas: coleta através do uso de uma cânula, coleta com uso de uma cânula intracânula e coleta a vácuo direto do úbere. Já para a segunda fase do projeto, as novilhas serão avaliadas quanto a abertura do canal do teto durante o período de pré-parto (21 dias) por avaliação visual e exame ultrassonográfico. Neste momento, será realizada a coleta da secreção mamária para análise metagenômica e exame microbiológico. Além disso, no pós-parto serão coletadas amostras de colostro e leite em quatro momentos (M1: dia do parto; M2: sete; M3: 15; M4: e 30 dias após o parto), sendo o material coletado encaminhado para análise microbiológica do leite e contagem de células somáticas, para avaliação da saúde da glândula mamária. Logo, na terceira fase, será investigada a existência de populações microbianas em animais nulíparos, através de biópsia mamária, para análise metagenômica. (AU)