Busca avançada
Ano de início
Entree

A contribuição do macho para o desenvolvimento de fenótipos robustos e o papel mitigador do bem-estar das fêmeas suínas

Processo: 18/01082-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2019 - 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Adroaldo Jose Zanella
Beneficiário:Adroaldo Jose Zanella
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Luiz Lehmann Coutinho ; Mariana Groke Marques ; Ricardo Zanella
Assunto(s):Bem-estar do animal  Resiliência psicológica  Epigênese genética  Suínos  Estresse  Enriquecimento ambiental 

Resumo

Mortalidade e morbidade no período neonatal, e as sequelas dos desafios neste período são os maiores desafios para o bem-estar dos suínos, e de outras espécies. Dados de mortalidade oscilam entre 5 a 20% dos leitões nascidos. A nossa hipótese é de que a sobrevivência, o bem-estar e a saúde da prole estão relacionados com as condições dos progenitores no período pré-cópula, com a qualidade de vida da fêmea no período gestacional e com a qualidade da relação materno-filial no período neonatal. Esta hipótese será testada em três experimentos envolvendo suínos domésticos. O bem-estar de machos e fêmeas, mantidos em ambientes enriquecidos ou pobres no período pré-cópula será monitorado. Os animais também terão sua saúde desafiada com lipopolissacarídeo (LPS), que induz uma situação de doença. As diferentes combinações de tratamento (LPS ou salina) e alojamento (rico e pobre) dos machos vão resultar em quatro grupos distintos, cujo sêmen coletado será homogeneizado (pool) em cada tratamento para que possa ser utilizado na inseminação das fêmeas que serão mantidas em ambiente enriquecido ou pobre durante a gestação. Claudicação vai ser monitorada nas fêmeas. Medidas comportamentais, de emocionalidade, cognição, viés cognitivo, fisiológicas, bem como indicadores de produtividade serão coletadas nas fêmeas e nos leitões. A expectativa é de que os leitões de fêmeas mantidas em sistemas enriquecidos durante a gestação, cujos machos não foram desafiados por LPS no período pré-cópula e mantidos com enriquecimento ambiental, tenham os melhores indicadores de bem-estar e produtividade. Esperamos também que os machos desafiados gerem prole com menores índices de bem-estar e produtividade, porém estes efeitos negativos serão mitigados quando as fêmeas forem mantidas em ambientes enriquecidos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PATRICIA TATEMOTO; THIAGO BERNARDINO; FREDERICO AUGUSTO MAZZOCCA LOPES RODRIGUES; ADROALDO JOSÉ ZANELLA. Does high stereotypic behavior expression affect productivity measures in sows?. REVISTA BRASILEIRA DE ZOOTECNIA-BRAZILIAN JOURNAL OF ANIMAL SCIENCE, v. 48, p. -, 2019.
TATEMOTO, PATRICIA; BERNARDINO, THIAGO; MAZZOCCA LOPES RODRIGUES, FREDERICO AUGUSTO; ZANELLA, ADROALDO JOSE. Does high stereotypic behavior expression affect productivity measures in sows?. REVISTA BRASILEIRA DE ZOOTECNIA-BRAZILIAN JOURNAL OF ANIMAL SCIENCE, v. 48, 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.