Busca avançada
Ano de início
Entree

Estratégias para estudar inflamação pulmonar no contexto de comorbidades

Processo: 17/21629-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de fevereiro de 2019 - 31 de janeiro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Vânia Luiza Deperon Bonato
Beneficiário:Vânia Luiza Deperon Bonato
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisadores principais:Alexandra Ivo de Medeiros
Pesq. associados:Ana Paula Moreira Serezani ; Armin Braun ; Carlos Henrique Cardoso Serezani ; Daniela Carlos Sartori ; Dario Simões Zamboni ; Elcio dos Santos Oliveira Vianna ; José Carlos Farias Alves Filho ; Leandra Náira Zambelli Ramalho ; Marcelo Dias Baruffi ; Marcos de Carvalho Borges ; Momtchilo Russo ; Rita de Cassia Aleixo Tostes Passaglia ; Valdes Roberto Bollela ; Vanessa Carregaro Pereira
Assunto(s):Inflamação  Asma  Células epiteliais  Diabetes mellitus  Obesidade  Pneumonia  Tuberculose 

Resumo

As comorbidades representam um dos fatores relacionados com desenvolvimento deformas mais graves da asma e da tuberculose. Ambas as doenças são imuno-mediadas (imunopatologias), caracterizadas pela exacerbação da inflamação pulmonar, porém, desencadeadas por mecanismos efetores distintos. Os Subprojetos contidos nesta proposta têm um objetivo claro: determinar mecanismos que exacerbam a inflamação pulmonar, visando à identificação de moléculas ou células que possam representar a busca de alvos imunológicos para o desenvolvimento de terapias inovadoras para as formas mais graves de asma e tuberculose. Para isso usaremos modelos experimentais asma e pneumonia causada por pneumococo, obesidade e tuberculose, diabetes e tuberculose, que são comorbidades associadas com a imunopatologia de ambas as doenças. Para complementar e validar os estudos pré-clínicos, ensaios com amostras de pacientes com asma ou tuberculose também estão contemplados nesta Proposta. O segundo objetivo claramente definido é a formação de recursos humanos e o desenvolvimento de pesquisa de qualidade com potencial translacional. Desse modo buscamos a capacitação intelectual, ética, científica e crítica para obtenção de resultados inovadores e consistentes que possam repercutir positivamente na difusão da ciência brasileira perante o mundo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pós-doutorado em imunologia com bolsa da FAPESP 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.