Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão de Hbs, Kirre e Rst durante o desenvolvimento ovariano de Drosophila

Resumo

O Modulo de Reconhecimento Celular Irre (Irre Cell-Recognition Module - IRM) constitui-se num grupo de glicoproteínas transmembranares evolutivamente conservadas e estruturalmente relacionadas pertencentes a superfamília das imunoglobulinas. Em Drosophila melanogaster ela inclui o produto dos genes roughest (rst, tambem denominado irreC-rst), kin-of-irre (kirre, também denominado duf), sticks-and-stones (sns) e hibris (hbs). Neste organismo modelo, o comportamento deste grupo de proteínas formando uma unidade de reconhecimento celular seletivo capaz de agir de maneira parcialmente redundante foi demonstrado em uma variedade de contextos durante o desenvolvimento, mas seu envolvimento no desenvolvimento do ovario e na ovogenênese não havia ainda sido investigado, apesar do fato de que fêmeas de alguns alelos mutantes de rst apresentarem também um fenótipo de esterilidade na fêmea. Neste estudo demonstramos que os genes IRM são dinamicamente e, até certo ponto, coordenadamente transcritos, tanto em ovários pupais como adultos. Alem disso, a distribuição espacial das proteínas Hbs, Kirre e Rst indica que estas desempenham funções cooperativas, embora em sua maior parte não redundantes. Finalmente, a caracterização fenotípica de três diferentes alelos de rst apresentando esterilidade na fêmea revelou a necessidade de seu correto funcionamento em em dois processos distintos e temporalmente separados durante o desenvolvimento ovariano: um, na fase de pupa, essencial para a organização das bainhas musculares peritoneal e epitelial que no orgão adulto, são responsáveis por sua integridade estrutural e outro, em ovaríolos maduros, necessário a progressão da ovogênese para além do estagio 10. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio: