Busca avançada
Ano de início
Entree

Benefícios do treinamento resistido sobre a composição corporal e na depuração de glicose são inibidos pela dieta de baixo carboidrato a longo prazo em ratos

Processo: 18/24192-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de março de 2019 - 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia do Esforço
Pesquisador responsável:Heloisa Sobreiro Selistre de Araújo
Beneficiário:Heloisa Sobreiro Selistre de Araújo
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Metabolismo 

Resumo

Introdução/Objetivos: O treinamento físico regular é eficaz para alterar muitos marcadores da síndrome metabólica e seus efeitos são fortemente influenciados pelo tipo de dieta consumida. Atualmente o treinamento resistido (RT) tem sido frequentemente associado à dieta com baixo teor de carboidratos e alto teor de lipídeos (LCD). Após longo prazo consumindo tais dietas ocorre recuperação do peso corporal (PC) com efeitos deletérios sobre a composição corporal e os fatores de risco metabólicos. Os efeitos do RT associado com a LCD de longo prazo sobre estes parâmetros permanecem inexplorados. Nosso objetivo foi investigar os efeitos do RT quando associado a LCD de longa duração sobre o PC, eficiência alimentar, composição corporal, homeostase da glicose, parâmetros hepáticos e parâmetros bioquímicos séricos durante o período de reganho de PC em ratos.Sujeitos/Métodos: Ratos Sprague-Dawley machos foram alimentados com LCD (grupos LC) ou dieta padrão (STD) (grupos ST). Após 10 semanas de dieta, os animais foram separados em grupos sedentários (Sed-LC e Sed-ST) e treinamento resistido (RT-LC e RT-ST) (N = 8 / grupo). Os grupos RT realizaram um programa de escalada de 11 semanas em uma escada com carga progressiva. Absorciometria de raios X de dupla energia, testes de tolerância à glicose e testes de tolerância à insulina foram realizados nas semanas 10 e 20. Fígado e soro foram coletados na semana 21.Resultados: O RT reduziu a eficiência alimentar, o ganho de peso corporal, a gordura hepática e o colesterol total e o LDL e melhorou a composição corporal e a depuração de glicose em animais alimentados com STD. Naqueles alimentados com LCD, o TR reduziu a ingestão calórica, o consumo de energia, o ganho de peso corporal, a gordura hepática e os níveis séricos de triglicerídeos. No entanto, a melhora na composição corporal foi inibida e a densidade mineral óssea e a depuração de glicose foram ainda mais prejudicadas nesta associação.Conclusões: A LCD anula os efeitos benéficos do TR sobre a composição corporal, a homeostase da glicose e prejudica alguns parâmetros de saúde. Nossos resultados não suportam a associação da RT com a LCD em um período de longo prazo (AU)