Busca avançada
Ano de início
Entree

Capacidade aeróbia, força e potência muscular de crianças e adolescentes com doenças crônicas: caracterização e tratamento

Processo: 17/17596-4
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de fevereiro de 2019 - 31 de janeiro de 2025
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Ana Cláudia Mattiello-Sverzut
Beneficiário:Ana Cláudia Mattiello-Sverzut
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesquisadores principais:
Cláudia Ferreira da Rosa Sobreira
Pesquisadores associados:Aparecida Maria Catai ; Edson Zangiacomi Martinez ; Paula Regina Mendes da Silva Serrão ; Paulo Henrique Manso ; Stela Márcia Mattiello ; Thaís Cristina Chaves ; Thomas W J Janssen ; Tim Takken ; Wilson Marques Junior
Bolsa(s) vinculada(s):24/06190-0 - Protocolo de avaliação cardiopulmonar de esforço máximo utilizando membros superiores em crianças e adolescentes típicos e com doença de Charcot-Marie-Tooth: estudo de confiabilidade intra e interexaminadores, BP.PD
23/09029-3 - Qual escala de esforço físico é recomendada para ser utilizada na avaliação de crianças com doenças neuromusculares: OMNI ou BORG?, BP.IC
23/09601-9 - Fadigabilidade motora de membros superiores em crianças e adolescentes com doenças neuromusculares - acompanhamento clínico, avaliação e análise de protocolo., BP.PD
+ mais bolsas vinculadas 23/08727-9 - Armazenamento de dados do projeto em software especializado (REDCap) - repositório, BP.TT
22/07546-8 - Valores de referência da função muscular isométrica e isocinética dos flexores e extensores de cotovelo de crianças e adolescentes típicos, BP.IC
22/08966-0 - Influência da mobilidade funcional na aptidão aeróbia de crianças e adolescentes com espinha bífida, BP.IC
22/04578-6 - Armazenamento de dados do projeto em software especilizado (REDCap) - repositório, BP.TT
22/01644-8 - Fadiga muscular periférica de membros superiores em crianças e adolescentes com doenças neuromusculares: avaliação pelo dinamômetro de preensão palmar (bulbo), BP.IC
22/00099-6 - Percepção de Esforço (OMNI) para crianças e adolescentes com doenças neurológicas crônicas - validação da versão adaptada da escala às crianças e adolescentes usuárias de cadeiras de rodas, BP.PD
19/19553-6 - Capacidade aeróbia, força e potência muscular de crianças e adolescentes com doenças crônicas: caracterização e tratamento, BP.IC
19/19878-2 - Capacidade aeróbia, força e potência muscular de crianças e adolescentes com doenças crônicas - caracterização e tratamento, BP.IC
19/04369-5 - Capacidade aeróbia, força e potência muscular de crianças e adolescentes com doenças crônicas: caracterização e tratamento, BP.DD - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Neuropediatria  Doença crônica  Polineuropatias  Disrafismo espinal  Distrofias musculares  Fadiga muscular  Força muscular  Sedentarismo  Crianças  Adolescentes 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Consumo de oxigênio | Crianças e Adolescentes | doenças crônicas | Fadiga muscular | Força Muscular | Sedentarismo | Neuropediatria

Resumo

A Fisioterapia aplicada à Neuropediatria, especialmente no Brasil, tem sua ação focada em procedimentos de avaliação e intervenção terapêutica relacionadas ao desenvolvimento de habilidades neuromotoras. Porém, o desempenho motor e a qualidade de vida dos pacientes com disfunções neurológicas tornam-se reduzidos, crônica e progressivamente, por acometimento primário ou secundário do tecido muscular esquelético. A inatividade física, que representa um acometimento secundário do sistema, aumenta os riscos para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, metabólicas (incluindo Obesidade), aumento do gasto energético em tarefas cotidianas, e ocorrência de fadiga muscular precoce. Neste contexto, diferente do que é observado para a população de adultos com doenças crônicas, a abordagem pediátrica ainda guarda ressalvas quanto a eleição de modalidades terapêuticas e dosagens, as quais estão relacionadas ao gênero, idade, maturação sexual dos pacientes, grupos musculares envolvidos na tarefa e doença de base. Tais ressalvas são ainda maiores quando o paciente apresenta debilidades em seus membros inferiores, especialmente quando estas são de caráter progressivo. Portanto, é fundamental investigar e parametrizar variáveis relacionadas à capacidade aeróbia e ao desempenho muscular de crianças e adolescentes com doenças como espinha bífida, distrofias musculares e Polineuropatias sensitivo-motoras, nas quais as estratégias de avaliação e intervenção para manutenção da qualidade de vida deverão estar focadas nos membros superiores, que são menos acometidos que os membros inferiores. Este projeto de pesquisa objetiva desenvolver e validar instrumentos de avaliação de capacidade aeróbia e de resistência muscular à fadiga que possam ser utilizados como rotina terapêutica e subsequentemente, intervir por meio do desenvolvimento de protocolo de treino direcionado à disfunção clínica considerando a doença de base. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (7)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DAVOLI, GABRIELA BARROSO DE QUEIROZ; CHAVES, THAIS CRISTINA; LOPES, MARIANE; MARTINEZ, EDSON ZANGIACOMI; SOBREIRA, CLAUDIA FERREIRA DA ROSA; GRAHAM, H. KERR; MATTIELLO-SVERZUT, ANA CLAUDIA. The cross-cultural adaptation, construct validity, and intra-rater reliability of the functional mobility scale in Brazilian Portuguese for children and adolescents with spina bifida. DISABILITY AND REHABILITATION, . (17/23746-9, 17/17596-4)
DAVOLI, GABRIELA BARROSO DE QUEIROZ; CARDOSO, JULIANA; SILVA, GIOVANNA CONSTANTIN; MOREIRA, ROBERTA DE FATIMA CARREIRA; MATTIELLO-SVERZUT, ANA CLAUDIA. Instruments to assess upper-limb function in children and adolescents with neuromuscular diseases: a systematic review. DEVELOPMENTAL MEDICINE AND CHILD NEUROLOGY, . (19/04369-5, 17/17596-4)
DAVOLI, GABRIELA BARROSO DE QUEIROZ; CHAVES, THAIS CRISTINA; LOPES, MARIANE; MARTINEZ, EDSON ZANGIACOMI; SOBREIRA, CLAUDIA FERREIRA DA ROSA; GRAHAM, H. KERR; MATTIELLO-SVERZUT, ANA CLAUDIA. The cross-cultural adaptation, construct validity, and intra-rater reliability of the functional mobility scale in Brazilian Portuguese for children and adolescents with spina bifida. DISABILITY AND REHABILITATION, v. 44, n. 17, p. 9-pg., . (17/23746-9, 17/17596-4)
DAVOLI, GABRIELA BARROSO DE QUEIROZ; CARDOSO, JULIANA; SILVA, GIOVANNA CONSTANTIN; CARREIRA MOREIRA, ROBERTA DE FATIMA; MATTIELLO-SVERZUT, ANA CLAUDIA. Instruments to assess upper-limb function in children and adolescents with neuromuscular diseases: a systematic review. DEVELOPMENTAL MEDICINE AND CHILD NEUROLOGY, v. 63, n. 9, p. 1030+, . (19/04369-5, 17/17596-4)
BERTAPELLI, FABIO; ROBERTSON, ROBERT J.; LEONARDI-FIGUEIREDO, MARISA MAIA; DAVOLI, GABRIELA BARROSO DE QUEIROZ; CRUZ, KAROLINY LISANDRA TEIXEIRA; MATTIELLO-SVERZUT, ANA CLAUDIA. Cross-cultural adaptation and concurrent validity of the children's OMNI scale of perceived exertion for Arm-Crank activity in Spina Bifida. DISABILITY AND REHABILITATION, v. N/A, p. 7-pg., . (22/00099-6, 17/17596-4, 19/04369-5)
MARTINS, EMANUELA JUVENAL; MATTIELLO-SVERZUT, ANA CLAUDIA; FRANCO, CAMILA SCARPINO BARBOZA; LEMOS, TENYSSON WILL DE; AAGAARD, PER. Muscle strength, rate of torque development and neuromuscular activation of the upper arm muscles in children and adolescents with spina bifida. CLINICAL BIOMECHANICS, v. 102, p. 10-pg., . (17/17596-4)
FABIO BERTAPELLI; CYNTIA ROGEAN DE JESUS ALVES DE BAPTISTA; ANA CLAUDIA MATTIELLO-SVERZUT. Height and body mass index distribution in children and adolescents with and without spina bifida. Jornal de Pediatria, v. 100, n. 1, p. 46-52, . (17/17596-4, 22/00099-6, 22/04578-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.