Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa em cuidados paliativos na América do Sul: publicações científicas, barreiras na condução de estudos e avanços necessários

Processo: 18/09836-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2019 - 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Paiva
Beneficiário:Carlos Eduardo Paiva
Instituição-sede: Hospital do Câncer de Barretos. Fundação Pio XII (FP). Barretos , SP, Brasil
Assunto(s):Medicina paliativa  Revisão sistemática  Cuidados paliativos  Inquéritos e questionários  Bibliometria  Consenso 

Resumo

O Cuidado Paliativo (CP) objetiva a melhora da qualidade de vida de pessoas com doenças crônicas ameaçadoras da vida, entendendo aspectos multidimensionais das doenças e a importância de uma adequada comunicação e suporte familiar. O movimento hospice moderno, origem do atual CP, teve origem na década de 1960 na Inglaterra. O avanço foi inicialmente maior no próprio Reino Unido, com pico de crescimento na década de 1980. Nos Estados Unidos da América o avanço foi maior após a década de 1990 e na América do Sul, principalmente após o início deste novo século. No entanto, o avanço regional tem ocorrido principalmente no número de serviços e provedores em saúde, mas aparentemente em menor magnitude em termos de produção intelectual e científica. Este estudo tem como objetivos investigar em que situação se encontra a América do Sul em termos de produção científica em CPs e a evolução das mesmas ao longo das últimas duas décadas; identificar barreiras percebidas pelos profissionais de CPs na condução de estudos; e formalizar documento consensual com propostas e sugestões de atitudes que estimulem a pesquisa na região. Para tanto, o presente estudo se dividirá em três atepas distintas: etapa 1, revisão sistemática de todos os estudos na temática "CP" publicados nos últimos 20 anos com pelo menos um dos autores com filiação em países da América do Sul; na etapa 2, tradução e adaptação de um questionário que avalia barreiras relacionadas à realização de estudos e, em sequência, realização de um estudo tipo survey com profissionais de CPs; na etapa 3, reuniões de um grupo colaborativo formado para esta pesquisa, visando o avanço das pesquisas em CPs na América do Sul, para diagnóstico consensual da situação atual, identificação de barreiras e propostas de aprimoramentos a serem apresentados às instituições competentes, que regulamentem, tenham papel político ou fomentem a pesquisa (governamentais ou não governamentais). (AU)