Busca avançada
Ano de início
Entree

Tecnologias ambientalmente amigáveis no preparo de amostras de alimentos

Processo: 18/24029-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2019 - 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Wanessa Melchert Mattos
Beneficiário:Wanessa Melchert Mattos
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Espectrofotometria  Alimentos 

Resumo

Com a crescente preocupação pelo meio ambiente e com a necessidade de destinar os resíduos gerados em processos químicos, surgiu o conceito de química verde, que se define, principalmente, pelo desenvolvimento e aplicação de produtos alternativos e tecnologia em processos para reduzir ou eliminar o uso ou geração de substâncias nocivas à saúde humana e ao ambiente. Baseados neste conceito, tecnologias e métodos alternativos que atendam à demanda da química sustentável tem sido amplamente explorados. Isso também é válido para as técnicas de preparo de amostra, que são frequentemente requeridas em etapas prévias às análises químicas, garantindo melhor execução das mesmas. O preparo de amostra visa o isolamento seletivo dos analitos e a eliminação de grande parte dos interferentes da matriz da amostra, além de concentrar os analitos quando necessário, em especial aqueles presentes em baixas concentrações. O presente projeto é focalizado no desenvolvimento de tecnologias limpas e com alta sensibilidade para análises de analitos tóxicos (pesticidas e/ou poluentes emergentes) em amostras de alimentos. Para tanto, serão avaliados diferentes preparos de amostras baseados em extrações líquido-líquido (LLE-LPT; DLLME-SFOD) e sólido-líquido (DPX; leito fluidizado em sistema de análises em fluxo). Os resíduos gerados serão degradados e a toxicidade será avaliada previamente ao descarte. (AU)