Busca avançada
Ano de início
Entree

Evo-Devo perspectiva sobre a divisão reprodutiva do trabalho em vespas

Processo: 18/10996-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2019 - 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Comportamento Animal
Convênio/Acordo: Research Foundation - Flanders
Pesquisador responsável:Fábio Santos do Nascimento
Beneficiário:Fábio Santos do Nascimento
Pesq. responsável no exterior: Tom Wenseleers
Instituição no exterior: Katholieke Universiteit Leuven, Bélgica
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Cintia Akemi Oi ; Ivelize Cunha Tannure-Nascimento
Assunto(s):Insetos sociais  Vespas  Sociobiologia  Reprodução animal  Hormônio juvenil em insetos  Eussocialidade 

Resumo

A evolução da socialidade em insetos é um exemplo da reconhecida "transição maior em evolução" cuja mudança do comportamento reprodutivo em insetos solitários para grupos sociais é caracterizada pela presença de uma divisão de trabalho avançada. Esse modelo básico, conhecido como hipótese do plano básico ovariano, modificada para hipótese do plano básico reprodutivo e várias outras teorias derivadas, as quais argumentam que a interação hormonal e genética que controla o ciclo reprodutivo de ancestrais pré-sociais não só suportam as bases dos fenótipos reprodutivos e não-reprodutivos, mas também baseiam a divisão de trabalho dentro dos subgrupos de operárias (forrageiras x cuidadoras). Em resultados prévios sobre a evolução da eussocialidade, descrevemos que sinais conservados ajudam a regular a divisão do trabalho em diversas linhagens de insetos sociais. Além disso, nós descobrimos que a fertilidade e a produção de sinais em vespas eussociais Vespine parece estar sob controle compartilhado pelo hormônio juvenil (HJ). O objetivo geral desta proposta pretende determinar como os ciclos hormonais e reprodutivos em ancestrais pré-sociais foram cooptados e modificados durante a evolução da eusocialidade incipiente e avançada em vespas. Mais especificamente, nós iremos comparar táxons de vespas representantes da fauna brasileira e europeia com seus respectivos ancestrais pre-sociais para testar experimentalmente e filogeneticamente se e como ciclos endócrinos de HJ em ancestrais foram utilizados como base para regular a reprodução, sinalização reprodutiva e a divisão de trabalho durante a evolução progressiva da socialidade. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
OI, CINTIA A.; OLIVEIRA, RICARDO C.; VAN ZWEDEN, JELLE S.; MATEUS, SIDNEI; MILLAR, JOCELYN G.; NASCIMENTO, FABIO S.; WENSELEERS, TOM. Do Primitively Eusocial Wasps Use Queen Pheromones to Regulate Reproduction? A Case Study of the Paper Wasp Polistes satan. FRONTIERS IN ECOLOGY AND EVOLUTION, v. 7, JUN 11 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.