Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel de anticorpos contra variantes de PspA e PspC na proteção contra Streptococcus pneumoniae

Processo: 18/25165-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2019 - 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Eliane Namie Miyaji
Beneficiário:Eliane Namie Miyaji
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Vacinas  Anticorpos  Desenvolvimento de vacinas  Streptococcus pneumoniae 

Resumo

Streptococcus pneumoniae é um importante patógeno humano, causando doenças como otite média, sinusite, pneumonia, bacteremia e meningite. As vacinas conjugadas polissacarídicas são baseadas na indução de anticorpos contra o polissacarídeo capsular e mostraram-se bastante eficientes na prevenção de infecções invasivas em crianças. No entanto, houve rápida substituição de colonização da nasofaringe e de doença por sorotipos não-vacinais. Idosos continuam sendo um grupo especialmente afetado, com alta incidência de pneumonia pneumocócica. Não se sabe se a queda de imunidade a algum antígeno específico do pneumococo estaria relacionada à alta susceptibilidade de idosos. Trabalhos anteriores mostraram evidências de que níveis mais baixos de anticorpos anti-PspA (Pneumococcal surface protein A) e anti-PspC (Pneumococcal surface protein C) estariam relacionados a um aumento de colonização. Esses dois antígenos apresentam variabilidade entre os isolados. PspA foi classificado em 6 clados e PspC apresenta 11 grupos. Nesse projeto serão avaliados os níveis de anticorpos contra diferentes variantes dos antígenos PspA e PspC em amostras de soro de indivíduos com mais de 50 anos, em comparação com adultos jovens. IgG contra variantes de PspA e PspC será ainda purificado a partir de preparações de imunoglobulina humana para injeção intravenosa (IVIg) e utilizado em experimentos de proteção passiva de camundongos contra colonização e infecção letal. A possível associação entre diminuição de anticorpos contra diferentes variantes de PspA e PspC com o aumento da idade e com maior susceptibilidade à colonização e infecção por pneumococo embasaria o uso desses antígenos como vacinas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ARAUJO, ADRIANO P.; COLICHIO, GABRIELA B. C.; OLIVEIRA, MARIA LEONOR S.; GERMAN, ESTHER; NIKOLAOU, ELISSAVET; CHEN, TAO; ADLER, HUGH; FERREIRA, DANIELA M.; MIYAJI, ELIANE N.. Serum levels of anti-PspA and anti-PspC IgG decrease with age and do not correlate with susceptibility to experimental human pneumococcal colonization. PLoS One, v. 16, n. 2, . (18/25165-6)
OLIVEIRA, GIULIANA S.; OLIVEIRA, MARIA LEONOR S.; MIYAJI, ELIANE N.; RODRIGUES, TASSON C.. Pneumococcal Vaccines: Past Findings, Present Work, and Future Strategies. VACCINES, v. 9, n. 11, . (17/26090-7, 18/25165-6, 19/15961-2, 19/06190-2, 21/04996-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.