Busca avançada
Ano de início
Entree

Gestão da incerteza em atividades de inovação

Processo: 15/26662-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de abril de 2019 - 31 de março de 2024
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Mario Sergio Salerno
Beneficiário:Mario Sergio Salerno
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisadores principais:Diogo Rosenthal Coutinho
Pesq. associados: Demétrio Gaspari Cirne de Toledo ; Eduardo de Senzi Zancul ; Glauco Antonio Truzzi Arbix ; Leonardo Augusto de Vasconcelos Gomes ; Luciana Massaro Onusic ; Roberta de Castro Souza ; Sergio Luis da Silva ; Simone Vasconcelos Ribeiro Galina
Assunto(s):Gestão da inovação  Políticas e cooperação em ciência, tecnologia e inovação  Empreendedorismo 

Resumo

A partir de quadro de referência comum sobre incertezas, o projeto articula quatro subprojetos: 1) gestão de incertezas em atividades de inovação mais substantiva / radical em empresas estabelecidas, com foco em questões de organização da inovação e da emergência de uma função inovação na empresa, gestão de portfólio de projetos de inovação radical, processos de inovação, e (in)compatibilidade entre incentivos aos gestores (de curto prazo) x ações de longo prazo típicas de inovação substantiva/radical; 2) ação empreendedora em startups com foco na gestão de incertezas no ecossistema de cocriação de valor de seu empreendimento, e heurísticas de decisão que moldam a ação empreendedora; 3) incertezas jurídico-institucionais em contratos de tecnologia (P&D), particularmente entre atores públicos e privados; 4) incertezas em políticas públicas de indução à inovação, de forma a auxiliar na reformulação ou elaboração de políticas públicas mais efetivas. Para tanto, lança mão tanto de metodologias qualitativas quanto quantitativas. Qualitativamente, os subprojetos 1 e 2 adotam metodologia de estudos de caso longitudinais, acompanhando a evolução das empresas e de suas decisões ao longo do tempo, e os projetos 3 e 4 adotam análise documental e entrevistas com atores. Quantitativamente, prevê-se surveys com entidades setoriais (Anpei, MEI) e processamentos de bases de dados oficiais (Pintec, PIA, PAS, RAIS, Secex e outras). O projeto articula ações com pesquisadores líderes mundiais em seus respectivos campos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.