Busca avançada
Ano de início
Entree

VITA Tecnologia em prol do rastreamento e diagnóstico do câncer de colo de útero

Processo: 17/22644-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de maio de 2019 - 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Ramon Adrian Salinas Franco
Beneficiário:Ramon Adrian Salinas Franco
Empresa:Ramon Adrian Salinas Franco
CNAE: Atividades de serviços de complementação diagnóstica e terapêutica
Atividades de apoio à gestão de saúde
Município: São Carlos
Assunto(s):Neoplasias do colo uterino  Diagnóstico clínico  Teste de papanicolaou  Processamento digital de imagens  Sistemas de informação 

Resumo

O Câncer de Colo do Útero (CCU) é uma das principais patologias que leva à morte milhares de mulheres no Brasil. Para o país, o CCU também envolve altos custos em tratamento, ainda que seja uma doença de fácil diagnóstico e possua muitas pesquisas já desenvolvidas. O projeto VITA é uma iniciativa que integra tecnologias para oferecer soluções eficientes, econômicas e de caráter social para o diagnóstico e rastreamento do CCU. Isto é possível através do desenvolvimento do software chamado Vita. Este software permite o atendimento a populações geograficamente distantes em tempo recorde. O objetivo da proposta é desenvolver um sistema automático de aquisição e processamento de imagens, que será integrado com o software Vita. O sistema permitirá realizar campanhas de rastreamento do CCU no Brasil, usando o teste de Papanicolaou convencional, de maneira econômica, rápida e confiável. A experiência para realizar o projeto VITA foi obtida a partir de testes-piloto realizados na Colômbia e no Brasil. Inicialmente foi realizado um teste-piloto na Colômbia em parceria com a Fundación Universitaria de Ciencias de la Salud FUCS, em um bairro periférico da cidade de Cartagena (Colômbia), em 2012, onde o software foi testado com mais de 300 mulheres. Posteriormente, foi realizada uma pesquisa dos fluxos informacionais do exame do Papanicolaou na cidade de São Carlos, São Paulo (2015), na Universidade Federal de São Carlos, para gerar mecanismos de otimização na prestação do exame do Papanicolaou e seu diagnóstico. Em outubro de 2017, foi realizada uma campanha de rastreamento do CCU nas cidades de Limeira e São Carlos/SP, em parceria com as instituições: Fundação Universidade de Caxias do Sul, Universidade Estadual de Campinas, Centro Universitário Central Paulista, Hospital da mulher - CAISM, e Centro Comunitário - CECOM, atendendo 71 mulheres e entregando os resultados do exame em 180 minutos (tempo recorde quando considerado os 20-40 dias de demora de entrega do serviço tradicional do Sistema Único de Saúde). Atualmente está se realizando uma pesquisa na detecção precoce de anomalias em células do colo de útero mediante técnicas de processamento digital de imagens na Universidade Estadual de Campinas. Esse projeto tem permitido testar a eficácia da ferramenta tecnológica e gerar indicadores sólidos sobre as necessidades de melhoria na prestação do exame do Papanicolaou no Brasil. Como resultado, foram desenvolvidas as primeiras estratégias para a implementação e construção do projeto VITA. A equipe de trabalho está composta por pessoas com experiência em trabalho interdisciplinar. Conta com profissionais da área de engenharia, cito-histologia e enfermagem. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.