Busca avançada
Ano de início
Entree

Rede tática centrada em grupo

Processo: 18/06957-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de junho de 2019 - 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Karlo Gusso Lenzi
Beneficiário:Karlo Gusso Lenzi
Empresa:Stefanini Rafael Segurança e Defesa S.A
CNAE: Telecomunicações sem fio
Desenvolvimento e licenciamento de programas de computador não-customizáveis
Defesa
Município: São Paulo
Bolsa(s) vinculada(s):19/21375-9 - Rede tática centrada em grupo, BP.TT
Assunto(s):Redes de computadores  Disseminação de informação  Redes e comunicação de dados 

Resumo

Os mais modernos sistemas de comunicação tática empregados hoje em ambiente de batalha são do tipo redes ad hoc móveis baseadas em IP. Seu objetivo é o de integrar comunicações de diferentes plataformas e de diferentes forças em ambiente hostil, sem infraestrutura de última milha instalada. Visa suportar as doutrinas de guerra moderna, baseadas em guerra centrada em rede e superioridade da informação. Entretanto, tais soluções usam tecnologias inadequadas aos cenários de guerra, já que empregam protocolos do tipo centrado em host, sem mobilidade (IP). Isso traz ineficiência na disseminação da informação, aumento na complexidade, latência e banda da comunicação. Em combate, os links são intermitentes, de baixa vazão, com interferências intencionais, onde a comunicação é centrada em grupos (aquilo que se vê e se ouve deve ser compartilhado entre todos para formar o que é conhecido como consciência situacional). O projeto tem por objetivo desenvolver uma pilha de protocolos de rede centrado em grupo com políticas de qualidade de serviço específicas para operação tática visando atender aos critérios estritos de desempenho impostos pelo ambiente de combate, aumentando a disponibilidade e qualidade da informação e reduzindo assim o atraso operacional na tomada de decisão. (AU)