Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimizando a detecção remota da estrutura de florestas tropicais com lidar aerotransportado: sensitividade do perfil de área de vegetação à densidade de pulsos e amostragem espacial

Processo: 19/04657-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de abril de 2019 - 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Conservação da Natureza
Pesquisador responsável:Pedro Henrique Santin Brancalion
Beneficiário:Pedro Henrique Santin Brancalion
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Índice de área foliar 

Resumo

A varredura a laser aerotransportada (Airborne Laser Scanning - ALS) tem sido considerada como uma fonte primária para modelar a estrutura e função do dossel florestal através dos indicadores índice de área foliar (LAI) e perfil vertical de dossel da densidade de área foliar (LAD). No entanto, pouco se sabe sobre os efeitos da densidade de pulsos de laser e do tamanho de grão (resolução horizontal de binning) da nuvem de pontos de laser na estimativa dos perfis de LAD e seus LAIs associados. Nosso objetivo foi determinar os melhores valores para estimativas confiáveis e estáveis de perfis de LAD de dados de ALS obtidos em uma floresta tropical densa. Os perfis foram comparados usando três métodos: amostragem de campo destrutiva, perfil de dossel portátil Lidar (PCL) e ALS. Perfis de LAD estável de ALS, concordantes com os outros dois métodos analíticos, foram obtidos quando o tamanho de grão era menor que 10 m e a densidade de pulso era alta (> 15 pulsos m²). Densidades de pulso menores também forneceram perfis de LAD estáveis e confiáveis ao usar um ajuste apropriado (coeficiente K). Também discutimos como os perfis da LAD podem ser corrigidos em todo o cenário ao usar pesquisas de ALS de menor densidade, calibrando com medições de LAI no campo ou de PCL. Escolhas adequadas de tamanho de grão, densidade de pulso e K fornecem estimativas confiáveis de LAD e demografia e biomassa associadas a parcelas de árvores em ecossistemas de floresta densa. (AU)