Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da exposição ocupacional aos anestésicos halogenados na instabilidade genômica e citotoxicidade em profissionais que atuam em hospital veterinário

Resumo

Considerando-se a escassez de dados na literatura em profissionais atuantes em hospital veterinário (HV) e expostos aos resíduos de gases anestésicos (RGA), o presente estudo tem como objetivo, de forma inédita, tanto a realização de monitoramento da poluição anestésica em salas operatórias (SO) como de biomarcadores de possíveis efeitos tóxicos em profissionais expostos. Assim, o estudo será realizado em profissionais atuantes em SO e expostos aos RGA isoflurano e sevoflurano no HV da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (UNESP-Botucatu), onde serão mensuradas, pela primeira vez, as concentrações dos RGA em SO por espectrofotometria infravermelha. Haverá coleta de material biológico de profissionais expostos aos RGA (grupo exposto) e de voluntários não expostos (grupo controle). Avaliar-se-ão danos no material genético pelo teste do cometa; a instabilidade genética será avaliada pela frequência de micronúcleos (MN) detectados em mucosa bucal e em linfócitos; e a citotoxicidade será analisada por meio dos testes de MN bucal e em linfócitos, assim como por citometria de fluxo. Haverá também a realização de análises bioquímicas (hemograma e marcadores hepáticos e renais) além das concentrações urinárias dos compostos. Considerando a importância, originalidade e relevância do tema, com os resultados obtidos neste estudo serão conhecidas as concentrações dos RGA em SO e obter-se-ão informações dos possíveis efeitos dos RGA em profissionais expostos que atuam em HV universitário, contribuindo, assim, para maior entendimento dos possíveis efeitos tóxicos da exposição ocupacional aos RGA, com impacto nas áreas de anestesiologia e saúde ocupacional. (AU)