Busca avançada
Ano de início
Entree

Melhoria do equilíbrio na Doença de Parkinson: da prática de laboratório à dança e exercício

Processo: 18/22154-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2019 - 28 de fevereiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Convênio/Acordo: Queen's University of Belfast
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Luis Augusto Teixeira
Beneficiário:Luis Augusto Teixeira
Pesq. responsável no exterior: Michail Doumas
Instituição no exterior: Queen's University Belfast, Irlanda do Norte
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte (EEFE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/16463-0 - Efeito de treinamento por perturbações posturais na capacidade de recuperação do equilíbrio corporal em indivíduos com bloqueio de marcha por Doença de Parkinson, AP.R
Assunto(s):Envelhecimento  Doença de Parkinson  Treino de equilíbrio  Controle postural  Equilíbrio postural  Dança  Prevenção de quedas  Cooperação internacional 

Resumo

Embora tenha havido progresso considerável na compreensão do controle postural em pessoas com DP na literatura, ainda há trabalho a ser feito para identificar as melhores formas de melhorar seu controle postural, seja usando prática de laboratório, prática de dança/exercício ou uma combinação dos dois. Além disso, pouco se sabe sobre a melhor maneira de avaliar a eficácia dos programas de melhoria do equilíbrio, independentemente da configuração. Nossa proposta possui os seguintes objetivos: 1. Identificar as principais tarefas e procedimentos de treinamento usados no laboratório e nos programas comunitários, a fim de aumentar a resiliência à perda crítica de equilíbrio, reduzindo assim o risco de queda. 2. Selecionar tarefas apropriadas, representativas da resiliência do equilíbrio para perturbações intrínsecas (causadas pelo próprio movimento do participante) ou extrínsecas (causadas por uma força externa) para avaliação dos ganhos de treinamento de equilíbrio. 3. Aplicar as tarefas/procedimentos selecionados em futuras investigações em laboratórios e comunidades, para testar os princípios hipotéticos do treinamento de equilíbrio. 4. Elaborar um projeto conjunto comparando os efeitos do treinamento, incluindo perturbações intrínsecas ou extrínsecas em ambientes aplicados de treinamento de equilíbrio em pessoas com DP e controles saudáveis pareados por idade. Nossa colaboração visa a desenvolver uma estrutura teórica e experimental para avaliar a questão da melhoria do equilíbrio em laboratório e em ambientes comunitários. Nossa ambição é desenvolver um programa de prática de equilíbrio para pessoas com DP que combine as vantagens da prática de laboratório com programas de dança baseados na comunidade. O desenvolvimento de tal programa será possibilitado pela especialidade de LA Teixeira (USP) em protocolos de treinamento em equilíbrio laboratorial. Em trabalhos anteriores de Teixeira e colaboradores, diferentes aspectos da estabilidade do equilíbrio dinâmico foram avaliados em pacientes neurológicos, incluindo indivíduos com DP. No presente projeto, financiado pela FAPESP, o objetivo é avaliar o efeito do treinamento de perturbações através de deslocamentos imprevisíveis da base de suporte sobre a capacidade de recuperar o equilíbrio após uma perturbação em pacientes com DP. Este é um programa individual de 8 semanas, cujos resultados serão comparados com um grupo de controle de treinamento para condicionamento físico. A expertise de LA Teixeira será complementada por M. Doumas (QUB), que é especialista em controle postural em populações clínicas, atualmente executando um projeto contrastando exercícios tradicionais e dança para PD usando programa de dança de 12 semanas no controle do equilíbrio em pessoas com DP e controles saudáveis. Este programa é dirigido pela aluna de doutoramento de Doumas, Anna Carapellotti, e por dois estudantes de mestrado. As atividades de intercâmbio financiadas pelo SPRINT possibilitarão o início de uma colaboração entre os grupos de Teixeira e Doumas que possuem experiência complementar em controle postural e DP.Os objetivos do projeto serão abordados pelos dois PIs, bem como pelos membros de suas equipes. Especificamente, em suas visitas bilaterais à USP e à QUB, os pesquisadores visitantes terão a oportunidade de: 1. Trabalhar em estreita colaboração com estudantes de pós-graduação da instituição anfitriã. Especificamente, Teixeira terá a oportunidade de trabalhar em estreita colaboração com um PhD e dois alunos de mestrado executando a intervenção de dança, e Doumas terá a oportunidade de trabalhar com dois alunos de mestrado executando protocolos de treinamento de equilíbrio no grupo de Teixeira. O objetivo deste trabalho seria contribuir para o andamento e planejar futuras investigações que levem a pedidos de financiamento. 2. Ministrar palestras e seminários para a comunidade universitária e para estudantes de graduação e pós-graduação. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.