Busca avançada
Ano de início
Entree

Competências e habilidades digitais na formação e nos perfis profissionais da Ciência da Informação no Brasil entre 2013 e 2018

Processo: 19/02595-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 01 de agosto de 2019 - 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Ciência da Informação - Biblioteconomia
Pesquisador responsável:Francisco Carlos Paletta
Beneficiário:Francisco Carlos Paletta
Pesquisador visitante: Jose Antonio Moreiro Gonzalez
Inst. do pesquisador visitante: Universidad Carlos III de Madrid, Getafe (UC3M), Espanha
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

Identificar e ordenar os perfis profissionais mais requisitados em matéria de digitalização e conteúdo digital no Brasil entre 2013 e 2018. O período de amostragem seria no intervalo dos últimos seis anos tem a vantagem de um estudo longitudinal ao mesmo tempo, suficiente corrente para identificar tendências. O tamanho da amostra, dado o intervalo e a natureza das ofertas de trabalho a serem estudadas, será definida a partir do inicio da pesquisa de campo. Os desenvolvimentos da aplicação do projeto se concentrarão em: Pesquisar, selecionar e procesar as ofertas de emprego para os profissionais de Informação e Documentação que aparecem na Web no Brasil durante os anos de 2013 a 2018 que estão relacionados à economia digital. Organizar o vocabulário obtido através de uma taxonomia ontológica de habilidades, habilidades e tarefas necessárias. Tipificar e organizar modelos de habilidades, habilidades e perfis de trabalho para o desenvolvimento da economia digital com a assistência de graduados em Informação e Documentação. Analisar as perspectivas dos profissionais de Informação e Documentação para atuar na economia digital. Estabelecer uma proposta acadêmica sobre requisitos profissionais para graduados em Informação e Documentação dentro do novo modelo educacional por habilidades e habilidades, conforme exigido pela economia digital. O conhecimento da evolução disciplinar e as exigências do mercado de trabalho determinam as novas competências que o profissional da informação deve incorporar. Em primeiro lugar, supõe um exercício de identificação dos limites da ação e do modo de realizá-la no exercidio profissional, o que indica ser conveniente em um momento em que esses limites parecem se confundir. Por isso, é muito apropriado saber agora a possibilidade de transferência para múltiplos setores dessas novas competências. Não é necessário que se desenvolvam em unidades e serviços de informação. Assim, as novas possibilidades de emprego estão localizadas em qualquer setor com informação digital - todos os tipos de empresas, administrações públicas, marketing, setor de tecnologia, além do setor de informação usual. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.