Busca avançada
Ano de início
Entree

Planejamento computacional e avaliação biológica de novos inibidores de proteassoma, com interesse em Leishmaniose e Doença de Chagas

Processo: 18/14011-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2019 - 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Carlos Henrique Tomich de Paula da Silva
Beneficiário:Carlos Henrique Tomich de Paula da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Modelagem molecular  Doenças negligenciadas  Leishmania  Síntese orgânica  Inibidores de proteassoma  Relação quantitativa estrutura-atividade 

Resumo

As doenças tropicais negligenciadas são um subconjunto de doenças infecciosas que atingem as populações mais pobres, destacando-se a doença de Chagas, Tripanossomíase africana e Leishmaniose. O investimento na descoberta de novos fármacos para essas doenças está muito aquém do necessário, no caso específico da Leishmaniose, os fármacos que estão disponíveis no mercado além do alto custo, apresentam efeitos colaterais indesejáveis e resistência dos protozoários, tornando o tratamento pouco eficaz. No campo de pesquisa de novos "hits" contra esses protozoários, um estudo de compostos inibidores de proteassoma dos kinetoplastídeos apresentou-se altamente promissor para o tratamento da doença de Chagas e da Leishmaniose, segundo publicação recente em revista Nature. Motivados pela descoberta de novos fármacos anti-leishmania, objetiva-se aqui o estudo de novos compostos com potencial inibitório de proteassoma, por síntese e avaliação biológica de híbridos moleculares com fármacos leishmanicidas, tripanocidas e outros análogos, bem como aqueles obtidos por experimentos de triagem virtual em bases de dados de compostos disponíveis comercialmente. Os resultados serão analisados do ponto de vista molecular, por simulações de docking, modelagem por homologia estrutural dos proteassomas e QSAR-3D (Relações Estrutura-Atividade Quantitativas tridimensionais), a fim de criar uma nova série de compostos bioativos que apresentem uma melhor atividade contra as cepas selvagens e resistentes. Os estudos computacionais, de síntese e de avaliação biológica serão desenvolvidos na Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, sob a responsabilidade do pesquisador proponente Prof. Carlos Tomich (FCFRP/USP) e o colaborador Prof. Dr. Cleydson B. R. dos Santos (UNIFAP-AP), da orientada de Doutorado Suzane Q. Gomes e o colaborador Prof. Flávio Emery (FCFRP/USP), e do Prof. Dr. Sérgio de Albuquerque e sua Pós-Doutoranda Carla Duque (FCFRP/USP), respectivamente. (AU)