Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do treinamento intervalado de alta intensidade sobre os parâmetros reprodutivos de ratos espontaneamente hipertensos

Processo: 18/22682-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2019 - 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Ines Cristina Giometti Ceda
Beneficiário:Ines Cristina Giometti Ceda
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Presidente Prudente , SP, Brasil
Pesq. associados:Ana Paula Alves Favareto ; Caliê Castilho ; Francis Lopes Pacagnelli ; Giovana Rampazzo Teixeira ; Leonardo de Oliveira Mendes
Assunto(s):Exercício físico  Treinamento físico intervalado de alta intensidade  Hipertensão  Fatores de crescimento do endotélio vascular  Expressão gênica  Reprodução 

Resumo

O presente projeto reflete a importância em se investigar o efeito do treinamento intervalado de alta resistência (HIIT) nos parâmetros reprodutivos e se deve ser indicado para indivíduos hipertensos. Portanto, o objetivo deste estudo é verificar as alterações nos parâmetros reprodutivos endócrinos, testiculares e espermáticos, além de investigar e quantificar a expressão gênica e proteica de genes ligados à angiogênese (Vegf, Kdr, Flt1 e Hif1) nos testículos de ratos espontaneamente hipertensos (SHR) submetidos ao HIIT. Para tanto, serão utilizados materiais biológicos colhidos de ratos Wistar-Kyoto, com e sem hipertensão espontânea, machos, adultos. Metade dos SHR submetidos ao HIIT, de acordo com o protocolo elegido. Os testículos serão utilizados para análises histológicas e moleculares (RT-qPCR e Western Blotting); os espermatozoides do ducto deferente para motilidade e patologia espermática; e o plasma sanguíneo para dosagem hormonal. Os resultados serão analisados quanto ao pressuposto de normalidade empregando-se o teste de Shapiro-Wilk; as variáveis com distribuição paramétrica serão submetidas ao teste análise de variância (ANOVA) para comparar as médias dos três grupos, seguida do teste de Tukey. E o teste de Kruskal-Wallis seguido de Dunn será empregado para as variáveis não paramétricas, diferenças serão consideradas quando p<0,05. A hipótese científica do presente estudo é que a hipertensão alterará a espermatogênese e que o HIIT modulará os efeitos negativos da hipertensão e poderá ser indicado para indivíduos hipertensos. (AU)