Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do grão e do farelo de soja extrudados na alimentação de leitões recém-desmamados

Processo: 19/01849-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2019 - 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Urbano dos Santos Ruiz
Beneficiário:Urbano dos Santos Ruiz
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Pesq. associados: Anderson Aparecido Sedano ; Aulus Cavalieri Carciofi ; Cândida Pollyanna Francisco Azevedo ; Débora Botéquio Moretti ; Leury Jesus de Souza ; Messias Alves da Trindade Neto ; Natália Cristina Milani ; Vinicius Ricardo Cambito de Paula
Assunto(s):Extrusão (tecnologia de alimentos)  Soja  Digestibilidade  Desmame  Fatores antinutricionais  Leitões 

Resumo

O estudo será conduzido por meio de quatro ensaios experimentais. Nos ensaios 1 e 2 serão avaliados os efeitos da extrusão do farelo e do grão de soja em temperaturas de 75°C; 115°C e 155°C, sobre a composição nutricional e a digestibilidade ileal e total dos nutrientes e da energia dos ingredientes por leitões. Em cada ensaio serão utilizados quarenta suínos machos castrados (8 kg de peso vivo), alojados individualmente, distribuídos em um delineamento experimental em blocos completos casualizados com 5 tratamentos e 8 repetições (blocos). No ensaio 3 será avaliado o efeito da inclusão de níveis crescentes do farelo de soja extrudado em substituição ao plasma sanguíneo da dieta. No ensaio 4 será avaliado o efeito da inclusão de níveis crescentes do grão de soja extrudado em substituição ao farelo de soja convencional da dieta. No ensaio 3 serão utilizados 192 leitões e no ensaio 4 serão utilizados 160 leitões. Os leitões utilizados serão leitões desmamados aos 21 dias (6,0 kg de peso vivo), sendo 50% machos castrados e 50% fêmeas, distribuídos em um delineamento experimental em blocos completos casualizados com 6 tratamentos, 8 repetições (blocos) por tratamento, e 4 animais por unidade experimental (baia). Ao longo do período experimental de 42 dias serão avaliados o desempenho zootécnico, a ocorrência de diarreia, a digestibilidade aparente dos nutrientes e da energia das dietas, hemograma completo, a imunoreatividade às proteínas de soja, a histomorfometria e integridade do epitélio intestinal e a viabilidade econômica. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.