Busca avançada
Ano de início
Entree

10 milhões de anos que transformaram o planeta: contexto paleoambiental da evolução dos primeiros animais com esqueleto no Período Ediacarano Terminal

Processo: 18/26230-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2019 - 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Lucas Verissimo Warren
Beneficiário:Lucas Verissimo Warren
Instituição-sede: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Pesq. associados: Alberto Eulogio Arias Cárceres ; Anelize Manuela Bahniuk Rumbelsperger ; Ben Yang ; Claudio Riccomini ; Cristiano de Carvalho Lana ; Daniel G. Poiré ; Eric Tohver ; Fernanda Quaglio ; Filipe Giovanini Varejão ; Gabriel Jubé Uhlein ; Juliana Okubo ; Lucas Inglez dos Reis ; Luis Buatois ; Marcello Guimarães Simões ; Mario Luis Assine ; Martino Giorgioni ; Shuhai Xiao
Assunto(s):Paleontologia  Origem e evolução dos animais  Paleoecologia  Ediacarano  Gondwana  Geoquímica 

Resumo

O surgimento e a evolução dos primeiros grupos de animais com esqueleto tem sido um dos principais focos das pesquisas geológicas e paleontológicas nas últimas décadas. Distintos grupos de pesquisa têm se dedicado a análise das raríssimas ocorrências fósseis nas quais estão preservados restos dos primeiros animais com carapaças que habitaram nosso planeta há cerca de 550Ma. Apesar de recentes estudos no continente sul-americano, pesquisas sobre este importante processo evolutivo ainda se encontram em estágio embrionário. Considerando este panorama, este projeto propõe o estudo da mais promissora unidade fossilífera Ediacarana da America do Sul, o Grupo Itapucumi, Paraguai. Os estudos serão balizados por uma ótica integradora, buscando realizar análises multi-indicadores da unidade detentora das assembleias fósseis estudadas, a exemplo de pesquisas similares conduzidas em outras partes do planeta. Desta maneira, se realizará uma investigação detalhada fundamentada em aspectos estratigráficos, paleontológicos, geocronológicos e geoquímicos da Formação Tagatiya Guazu, unidade comprovadamente detentora da mais completa assembleia de fósseis esqueletais (Assembleia Nama) do registro Ediacarano. Para este estudo pretende-se obter informações sobre as condições paleoambientais atuantes durante o advento da mineralização de organismos com carapaça, lançando mão para isso de avançadas técnicas analíticas, tais como analises composicionais por espectroscopia Raman e microssonda eletrônica, geocronologia de zircões detríticos e geoquímica de isótopos de S. Para atingir os objetivos deste projeto, se contará com o apoio de pesquisadores de destaque das áreas de estratigrafia, paleontologia, geocronologia e geoquímica que já vêm desenvolvendo ativamente pesquisas em colaboração com o proponente do presente projeto no âmbito da International Commission on Ediacaran Stratigraphy. Ao final do presente projeto, espera-se que os dados obtidos permitam contribuir para a melhor compreensão dos aspectos paleoecológicos que conduziram ao aparecimento, diversificação e extinção dos primeiros animais com esqueleto ao final do Ediacarano. Da mesma forma, espera-se que ao desvendar uma das últimas fronteiras da paleontologia pré-cambriana no continente sul-americano, o Grupo Itapucumi figure como referência para o estudo da evolução dos organismos metazoários na Terra. (AU)