Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do exercício aeróbio intermitente de alta intensidade agudo e crônico combinado com exercício de força nas concentrações de BDNF e HDL-c

Processo: 19/07904-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de junho de 2019 - 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Fábio Santos de Lira
Beneficiário:Fábio Santos de Lira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia endócrina 

Resumo

O objetivo do presente estudo é duplo. Primeiro, avaliamos se 8 semanas de treinamento combinado (alta intensidade intermitente mais treinamento de força) podem alterar o BDNF e vários parâmetros lipídicos em jejum. Em segundo lugar, investigamos o efeito de uma sessão aguda de exercício intermitente de alta intensidade seguida de treinamento de força sobre o fator neurotrópico derivado do cérebro sistêmico (BDNF) e perfil lipídico (triacilglicerol, HDL-c e não-HDL) pré e pós 8 semanas de treinamento. Vinte e um homens saudáveis e fisicamente ativos foram divididos em dois grupos: exercício intermitente de alta intensidade combinado com treinamento de força (HSG; n = 11) e controle (GC; n = 10). A HSG se exercitou por um minuto a 100% da velocidadeVO2max (sVO2max) intercalada com um minuto de recuperação passiva seguida de treinamento de força (8 exercícios com cargas de 8-12 repetições máximas) por 8 semanas. Variabilidade da frequência cardíaca, pressão arterial, perfil lipídico e concentrações de BDNF foram medidos no estado de jejum pré e pós-exercício e antes e após o período de treinamento de 8 semanas. Após oito semanas de treinamento físico, houve aumento do componente espectral de alta frequência (ms2) e do intervalo RR (p <0,05), diminuição do componente espectral de baixa frequência (nu) e valores da frequência cardíaca (p <0,05), aumento em HDL-c (p <0,001) e menores concentrações de BDNF (p <0,001). Estes resultados sugerem que 8 semanas de exercício intermitente de alta intensidade combinado com exercício de força é uma estratégia cardiometabólica protetora eficaz capaz de aumentar as concentrações de HDL-c e BDNF após uma sessão de exercício agudo. A longo prazo, a modulação das concentrações de BDNF e HDL-c pode ser um fator determinante na proteção contra doenças neurológicas e cardiovasculares. (AU)